Com tropeço, comentarista lembra dos reforços: 'Vasco tem um time melhor'


Reginaldo Vasco x Boavista (Foto: Bruno Gonzalez / O Globo)

O Vasco empatou com o Boavista por 1 a 1, em São Januário, na noite de sábado, na estreia da equipe no Carioca. Foi o reencontro do torcedor  com o clube após o rebaixamento no Brasileirão. E o tropeço trouxe de volta cobranças, que se traduziram em vaias de boa parte dos 5.763 pagantes que compareceram ao jogo. Para o comentarista do SporTV, André Loffredo, apesar da atuação irregular na partida, o cruz-maltino tem um time melhor que o apresentado no jogo de estreia, mas que o técnico terá muito trabalho pela frente

 – O Vasco precisa melhorar muito. É um recomeço, é um ano muito difícil, muitos jogadores ainda não estiveram em condição de atuar hoje. O Vasco tem um time melhor do que apresentou hoje para o decorrer da competição, mas o Adilson Batista tem muita coisa para fazer para colocar o Vasco em condição de disputa, lembrando que o Vasco não ganha o Campeonato Carioca há 10 anos – disse.

Na partida contra o Boavista o Vasco não contou com os reforços dos paraguaios Aranda e Matín Silva, além do atacante Everton Costa. Existe ainda a possibilidade de Juninho jogar o carioca, caso se recupere da lesão que o afastou da reta final do Brasileirão 2013.

 O Gigante da Colina teve o domínio do jogo nos primeiros minutos e em um cruzamento de Marlon, Bruno Costa, do Boavista errou ao tentar afastar, e a bola sobrou para Reginaldo chutar cruzado e fazer 1 a 0. O comentarista do SporTV elogiou os minutos iniciais da equipe do técnico Adilson batista nos dois tempos.

– O Vasco jogou os 15 minutos iniciais e os 15 minutos do segundo tempo. O Reginaldo se movimentou bastante no primeiro tempo, foi um dos destaques do Vasco. Gostei também do setor defensivo, embora tenha dado condição para o Boavista finalizar, principalmente na bola parada. Rodrigo e Luan podem render bem, precisam de uma proteção um pouco maior – disse.

Apesar da pressão inicial, para o André Loffredo, a equipe da Região dos Lagos mostrou um futebol de boa movimentação e jogou mais que o Vasco na primeira etapa.

– O Boavista mostrou ter qualidade com o Jeferson criando, o Cascata que entrou no meio do segundo tempo também é um jogador que se movimenta bem. Gilcimar fica no meio da área. Os volantes marcam bem. É um time bem ajeitadinho. Por isso que o Vasco teve toda essa dificuldade, mas jogou até menos do que o Boavista no primeiro tempo. Saiu vencedor, mas jogou menos. Diria até que, no geral, jogou menos que o Boavista – concluiu.

 André Loffredo também lembrou que o gol de Cascata, aos 15 minutos do segundo tempo, fez com que Diogo Silva fosse vaiado pelo torcedor, na opinião do comentarista, o goleiro não falhou no lance. Em busca da vitória, o técnico Adilson Batista colocou Montoya na equipe. Aos 32 minutos, após uma bola espirrada, o colombiano driblou o goleiro, mas errou o chute com a pressão do marcador Romarinho. O árbitro marcou a penalidade, que foi cobrada e perdida por Fellipe Bastos. 

– Para tentar a vitória foi para cima com tudo. Com a entrada do Montoya teve um pouco mais de condição. Teve a oportunidade no pênalti, que para mim não aconteceu. Quando o Romarinho chegou no lance, o Montoya já havia se atrapalhado com a bola e feito uma finalização ruim. O árbitro optou por dar o pênalti, que o Fellipe Bastos desperdiçou e o Getúlio Vargas pegou, e o Boavista saiu daqui com um bom resultado, tendo jogado melhor que o Vasco – concluiu.

Boavista x Vasco (Foto: Uandersom Fernandes / Ag. Estado)

Na segunda rodada, o Vasco volta a campo na quarta-feira, às 19h30, contra o Macaé, no Moacyrzão. Já o Boavista joga na terça-feira, às 17h, contra o Madureira, em Bacaxá.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠