Convocação de sócios do Vasco tem baixo retorno e denúncias da oposição

Portão em São Januário para receber sócios de recadastramento vasco (Foto: Raphael Zarko)
Os primeiros dias de convocação dos sócios que entraram em 2013 no quadro associativo do Vasco foram de pequena movimentação em São Januário, mas de muita agitação política no clube. Na última semana, após chamado com aviso de recebimento dos primeiros 500 associados convocados – serão mais de três mil ao todo -, cerca de 70 pessoas foram à sede do Vasco regularizar sua situação, conforme nova determinação da comissão de sindicância criada pelo presidente Roberto Dinamite. Mais de 100 cartas retornaram ao clube, sem encontrarem os destinatários nos endereços das fichas cadastrais. Por sua vez, o grupo de oposição ligado a Eurico Miranda denunciou extravio de documento e até intimidação no ato de recadastramento no Vasco.
Nesta quinta-feira, a comissão se reúne para o primeiro balanço do trabalho iniciado no fim do ano passado. A adesão em massa de mais de três mil pessoas no quadro social vascaíno em abril – no último dia do mês, 1.730 novas fichas foram entregues na secretaria do clube  – provocou denúncias de irregularidades de grupos políticos. A prática foi noticiada pelo GloboEsporte.com em outubro do ano passado. A reportagem apresentava depoimentos de novos sócios que admitiam ter mensalidades pagas pelos grupos do ex-presidente Eurico Miranda e do ex-vereador Roberto Monteiro, dois dos candidatos à presidência do Vasco.
Nessa terça-feira, o movimento era muito pequeno no portão 19, onde estão sendo recebidos os associados convocados para o recadastramento. Na entrada, fica um segurança do Vasco que, antes de permitir a entrada do associado, questiona se o associado está com a carta enviada pela comissão e indica para uma sala com identificação improvisada: “Posto avançado da secretaria”. Segundo um funcionário, a média é de seis entradas de sócios por dia no local.
O vice de finanças, Jayme Lisboa Alves, um dos coordenadores da comissão, disse que o trabalho deve ser finalizado até março. Após a convocação de mais de três mil associados, a comissão vai enviar um relatório para o presidente Roberto Dinamite. Com a baixa procura no chamado da comissão, há expectativa de que muitos associados possam perder direito a voto nas eleições deste ano, que ainda não tem nada definida.
– Menos de 70 pessoas foram ao clube para o recadastramento. E mais de 100 cartas já voltaram. Vão haver outras chamadas e vamos dar outras oportunidades para esses sócios. Vamos recebê-los – afirmou Jayme Lisboa Alves.  
Fonte: Globo.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠