Adilson admite ânimos exaltados e substituições sem efeito no clássico

O clássico entre Vasco e Flamengo (confira os melhores momentos no vídeo ao lado) começou quente, com uma polêmica logo aos 11 minutos de jogo. Com o Cruz-Maltino em cima dos rivais, a bola entrou, mas o árbitro não validou o gol em cobrança de falta de Douglas. Mesmo assim, foram os comandados de Adilson Batista que saíram na frente do marcador, com Fellipe Bastos. O empate, porém, veio. E num lance que ainda agravou as reclamações com a arbitragem. Elano bateu falta e Martin Silva só conseguiu fazer a defesa quando a bola ultrapassou a linha. Gol do Flamengo validade, e muita insatisfação por parte dos vascaínos. Sequência de acontecimentos que desestabilizou os ânimos dos jogadores.

Para Adilson, algo que acabou atrapalhando ainda mais foi a “obrigação” de mexer no time. Com Douglas, estreante, e Everton Costa ainda sem a forma física ideal, Bernardo e William Barbio entraram. Mas o time não respondeu às mudanças.

– O resultado não era o que esperávamos, queríamos vencer mesmo sabendo das dificuldades de ser um clássico. Tivemos um bom volume de jogo, um controle, ações para definir no primeiro tempo, fomos prejudicados e acabamos entrando exaltados no intervalo, nervosos. Tentamos acalmar, ter tranquilidade para voltar. Acabamos sofrendo o segundo gol onde o flamengo também melhorou, criou dificuldades, achei que ficamos um pouco desorganizados nas trocas, não melhoramos com elas. Fizemos em função da questão física, o Douglas e o Everton por exemplo. Sofremos o gol e descontrolou (o time). No computo geral merecíamos uma sorte melhor, arbitragem vou deixar para o Rodrigo (Caetano, diretor de futebol) falar – analisou Adilson logo após o jogo.

O Vasco, com a derrota, vê os rivais Flamengo e Fluminense distanciarem quatro pontos na ponta da tabela, sem a chance de lutar pela liderança já na próxima rodada. A equipe volta a campo na quarta-feira, às 16h (horário de Brasília), em Moça Bonita, contra o Bangu.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠