Remo: Transferência não é realizada a tempo e Marcos Oscar está fora da 1ª regata do Estadual

 

Embora já venha treinando como atleta do Vasco desde o final de 2013 e viva o dia a dia da Sede Náutica da Lagoa, Marcos Oscar Alves (foto) não poderá disputar a primeira regata do Campeonato Estadual de Remo, a ser realizada no Estádio de Remo da Lagoa no dia 30 de março a partir das 9h. Cria vascaína, remando no clube desde 2007 (do qual saiu por seis meses em 2011, para competir pelo Flamengo, e por um ano em 2013, para o Botafogo), o atleta de Seleção Brasileira especialista na categoria peso-leve (embora também tenha condições de remar no aberto), que tem 25 anos de idade, não poderá participar da competição por um simples motivo: o Vasco ainda não tem condições para pagar a alta taxa de transferência estipulada pela Federação de Remo do Estado do Rio de Janeiro (FRERJ), no valor de cerca de R$ 20 mil. Com a volta do atleta, o Vasco passa a ter três remadores sênior A.

Foto: Míriam Jeske Fotografias

O artigo 86 do Código de Regatas da FRERJ estipula que, para participar de uma determinada regata do Estadual, o atleta deve ter sua transferência requerida até trinta dias antes da competição. Portanto, o prazo expirou nesta sexta-feira (28/02). Agora o tempo para o Vasco angariar esses recursos é ainda maior, já que na segunda regata do Estadual (18 de maio) é muito difícil que ele possa participar de alguma prova (a rigor, ele pode compor o oito com peso-leve, mas é muito difícil que o clube tenha sete atletas para complementar o barco). Além disso, na terceira (15 de junho) a situação é ainda mais extrema, já que não há provas das quais o remador possa participar.

Já na quarta regata há várias provas para o remador vascaíno, no dia 03 de agosto: double skiff peso-leve, four skiff peso-leve e singlo skiff aberto. A maior lamentável reside justamente no fato de que o Vasco seria favorito no dois sem timoneiro aberto na primeira regata, já que poderia se formar um barco muito forte com Oscar (que rema a bombordo na palamenta simples) e um dos dois argentinos (Ariel Suarez e Cristian Rosso), com ambos preferindo estar a boreste. De qualquer maneira, com a grande capacidade de Suarez e Rosso, o Vasco também pode ter um barco forte, embora a grande especialidade dos dois seja o double skiff (palamenta dupla).

Fonte: CRVG em Todos os Esportes

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠