Xerife da zaga menos vazada, Rodrigo avisa que rivais terão dificuldades

 

Contratado para ser o xerife do Vasco na temporada de 2014, o experiente zagueiro Rodrigo desvendou alguns segredos da defesa cruzmaltina, até aqui a menos vazada do Campeonato Carioca com apenas nove gols sofridos.  O jogador ressaltou a simplicidade que tem sido adotada na forma de atuar e não se intimidou ao dizer que, dificilmente, os rivais encontrarão facilidades com os homens de trás do Gigante da Colina.

“Acho que é porque estamos trabalhando em conjunto. É difícil o adversário trabalhar a bola e chegar na cara do nosso gol,  a não ser por conta dos poucos descuidos. Só chegam em erros, que também temos que corrigir. Vejo muito a equipe segura do que vai fazer. Primeiro vamos marcar e depois a gente ataca. É difícil falar: ‘vamos golear’. Jogamos por um gol e pelo erro zero”, destacou.

Ainda de acordo com Rodrigo, que tem formado a dupla de zaga com o jovem Luan, outro fator que vem facilitando bastante seu trabalho é a ajuda de jogadores de outros setores e o respeito ao posicionamento treinado e cobrado insistentemente pelo técnico Adilson Batista no dia a dia da equipe em São Januário.

“Isso facilita porque o adversário não tem tranquilidade para formar aquele contra-ataque. O mais importante é que a equipe tem o conjunto todo marcando. Só de recompor a posição treinada durante a semana, já está dando certo. Hoje em dia todo mundo marca e joga”, ressaltou.

Posição bastante criticada no ano passado, o gol também tem sido alvo de elogios por conta das atuações do uruguaio Martín Silva, que após defender a seleção do Uruguai em dois amistosos, retorna ao time na partida deste sábado, contra o Bonsucesso, às 18h30, em São Januário.

Fonte: UOL Esportes

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠