Criticado, gramado de São Januário passou por obra para Vasco x Corinthians


Além da pressão da torcida, um dos motivos que levou o Vasco a transferir seus jogos recentes para o Maracanã foi o estado do gramado de São Januário, criticado pelos próprios jogadores e comissão técnica. Na semana passada, porém, intervenções foram feitas e a tendência é a de que ele se encontre num estado um pouco melhor para a partida contra o Corinthians, dia 19, às 22h.

Perfurações foram realizadas no campo com o objetivo de deixá-lo mais macio. A principal reclamação dos atletas é de que ele estava muito duro, o que estava causando, inclusive, dores nos tornozelos de alguns.

De acordo com relatos de membros do departamento de futebol, uma sensível melhora foi apresentada com as intervenções, principalmente na região do meio de campo. Nas duas grandes áreas, porém, há um consenso de que a situação ainda está ruim.

Para preservar o gramado, a equipe treinou em três oportunidades na semana passada no Engenhão. Nos últimos dois dias, as atividades voltaram a ser realizadas em São Januário e, de acordo com o vice-presidente de obras de engenharia e patrimônio, André Luiz Vieira Afonso, não foi dada nenhuma determinação para que o elenco treinasse em outro local antes do duelo com o Corinthians.

Antes das perfurações, o campo de São Januário já havia diminuído suas medidas para os padrões Fifa, com 105 metros de comprimento por 68 metros de largura.

Mês passado, o técnico Jorginho não se furtou em criticar as condições do gramado do estádio vascaíno.

“Infelizmente, não temos um centro de treinamento e, com isso, o gramado de São Januário não se encontra nas melhores condições. Às vezes em um trabalho de um toque, a bola não rola como deveria. Os caras que cuidam do campo estão fazendo um trabalho maravilhoso, mas é que treinamos nele todos os dias, é uma carga muito forte”.

No mesmo período, o goleiro Martín Silva foi outro que demonstrou preocupação com o campo.

“É bom jogar em casa. Desde que cheguei aqui, joguei em São Januário e o Maracanã é muito gostoso de se jogar também, é muito bonito. A única coisa que tem que ver é o estado do campo para trazer o jogo com o Corinthians”, alertou.

Em paralelo aos cuidados de última hora com o gramado, o Vasco realiza a construção de um campo anexo, situado abaixo da arquibancada, que servirá para o treinamento da equipe profissional. A promessa é a de que ele esteja pronto no primeiro trimestre de 2016.

Fonte: Uol

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠