Entrada de corintianos em São Januário amanhece com milhos e ‘galinhas’

Portão de acesso aos corintianos amanhece com calçada cheia de milhos

Torcedores do Vasco resolveram passar a madrugada nos arredores de São Januário dispostos a provocar o Corinthians. Na manhã desta quinta-feira, dia do decisivo duelo entre o clube paulista e o Cruzmaltino pelo Campeonato Brasileiro, a entrada do setor visitante apareceu com a calçada coberta por milhos e com os fios dos postes com galinhas de plástico, numa alusão ao apelido pejorativo “galinhada”, dado pelos rivais ao Alvinegro.

Esta não foi a única ação dos vascaínos no local. Um muro do entorno foi pintado com uma imensa frase: “São Januário, território hostil desde 1927”. De acordo com os autores da pintura, a mensagem se baseia numa pesquisa realizada pelo jornal inglês “Daily Telegraph” em 2011, que colocou a casa do Vasco como um dos cinco estádios mais hostis do mundo.

A prática de utilizar a entrada dos visitantes como alvo, aliás, não é novidade em jogos do Cruzmaltino em São Januário. Contra o São Paulo, por exemplo, em duas oportunidades a calçada do setor foi pintada de rosa.

 

Todo o ambiente criado para o duelo fez com que o policiamento fosse reforçado para a partida. Ao todo, 180 homens do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe) farão a segurança interna e serão auxiliados externamente pelo 4º Batalhão da Polícia Militar (São Cristóvão), pela Cavalaria e pelo Batalhão de Choque.

A ruas de acesso a São Januário serão fechadas e somente quem estiver portando ingresso terá a entrada permitida, num esquema parecido com o que foi realizado na Copa do Mundo.

A recomendação da Polícia Militar é a de que os cerca de dois mil corintianos cheguem cedo e entrem o mais breve possível no estádio.

O clube paulista pode se tornar campeão brasileiro já nesta quinta. O Vasco, por sua vez, segue com sua luta para se livrar do rebaixamento.

Fonte: UOL Esporte

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠