Jorginho diz que expulsão atrapalhou o Vasco: “Faltou um jogador a mais”

O grande vilão do Vasco desta quinta-feira não foi o Corinthians, na visão do técnico Jorginho. O problema mesmo foi a expulsão de Rodrigo no início do segundo do tempo. O técnico afirmou que o fato de jogar com um a menos diante do líder do Brasileirão foi determinante para o Cruz-Maltino não sair com a vitória de São Januário nesta quinta-feira. O empate em 1 a 1 deixou os cariocas a quatro pontos distante da saída da zona de rebaixamento.

– Faltou um jogador a mais (para segurar o resultado de 1 a 0). Fizemos a substituição para deixar a equipe mais ofensiva. Riascos sentiu a perna e o Rafael Silva teve cãibra. Se tivéssemos feito o gol antes da entrada do Éder, talvez teríamos feito diferente. Teria colocado o Bruno Gallo, mas não foi possível. Eles ganharam na qualidade técnica. O acerto do Edílson, a cabeçada do Lucca pro Wagner… Se tivéssemos com o Rodrigo ali, não teríamos sofrido o gol – afirmou Jorginho.

O técnico ainda revelou abatimento após o apito final. Entretanto, na visão de Jorginho, o Vasco mostrou com a postura que segue vivo na luta contra o rebaixamento.

– Normal ficar abatido. Estar ganhando, mesmo com um a menos, fica um sentimento de derrota. Era muito importante a vitória, mas não poderíamos perder esse jogo. Estamos vivos, estamos dentro. Quero parabenizar pela entrega, pela luta. Tem momentos que o jogo que vai além da tática, qualidade técnica, do coração. Hoje foi no coração.

Na penúltima colocação da classificação com 34 pontos, o Vasco vai enfrentar agora o lanterna Joinville, fora de casa, no próximo domingo.

Por outro lado, técnico destaca entrega dos jogadores no empate contra o Corinthians e faz questão de dizer que não jogou a toalha na luta contra a degola: “Estamos vivos”

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠