Lédio vê Vasco sem “desistir jamais” e diz que fuga da degola “é possível”


São Januário viu momentos opostos de dois clubes na noite desta última quinta-feira. Enquanto o Corinthians comemorava o título após o empate por 1 a 1 fora de casa, o Vasco vive o drama de tentar escapar do rebaixamento. Restam três rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro e a distância para o primeiro time fora da degola – o Avaí – é de quatro pontos. Para o comentarista Lédio Carmona, não só a matemática mantém vivas as chances, mas a postura da equipe do técnico Jorginho.

– Vai ter que lutar, mas é um time que luta o tempo inteiro, que honra a camisa do Vasco, não desiste. O torcedor hoje (ontem) ajudou. O time tem suas limitações técnicas, não conseguiu vencer o Corinthians, mas brigou até o último minuto. Depauperado fisicamente, conseguiu arrancar o empate mesmo com um jogador a menos. O Corinthians teve várias chances no final, poderia ter vencido, mas o Vasco é um time que não desiste nunca. Matematicamente, o Vasco pode escapar ainda, e como é um time que parece não desistir jamais, é possível. Agora tem que vencer os três jogos e ainda dar uma secada nos adversários. Mas ainda é possível, a situação do Vasco já foi muito mais difícil no campeonato. Ficou mais complicado depois dessa rodada, mas o Vasco já operou alguns milagres no campeonato – avaliou Lédio.

Dentro de casa, após um primeiro tempo sem gols, o Vasco abriu o marcador aos 26 minutos da etapa final, com Julio Cesar. Àquela altura, apenas dois pontos separavam o time carioca da fuga do rebaixamento. Mas, aos 36 minutos, Vagner Love empatou para o Corinthians e dificultou mais a missão cruzmaltina.

Para Lédio Carmona, o time campeão brasileiro foi superior mesmo fora de casa, principalmente no fim da partida, quando desperdiçou oportunidades de até mesmo vencer.

– Com bola rolando, o Corinthians foi melhor que o Vasco, que foi melhor nos 15 primeiros minutos. A partir dos 20, o Corinthians conseguiu controlar o meio-campo e anulou durante boa parte da partida o Nenê e o Andrezinho. Foi para cima, tentou vencer a partida, ainda mais quando o Rodrigo foi expulso, e só não venceu por detalhes. O Corinthians empilhou oportunidades a partir dos 30 minutos do segundo tempo. Como Tite disse, não desistiu de vencer o jogo respeitando o Vasco, valorizando o Vasco, um time grande que jogava em casa. E conseguiu o empate que era providencial. O Corinthians foi melhor que o Vasco o campeonato inteiro, e hoje (ontem), jogando na casa de um rival desesperado, de novo foi melhor – concluiu.

Assista aos vídeos dos jogos da 35ª rodada do Campeonato Brasileiro

Em penúltimo com 34 pontos, o Vasco volta a jogar no próximo domingo, quando enfrenta o Joinville na casa do adversário, que é o lanterna da competição. Uma semana depois, de volta a São Januário, encara o Santos. E fecha o Brasileiro no domingo seguinte, dia 6 de dezembro, contra o Coritiba, no Couto Pereira.

Fonte: Sportv

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠