Exemplo de reserva anima Jorginho: “Minuto bem feito pode mudar tudo”

As frases e palavras de efeito de Jorginho são comuns em coletivas de imprensa. Bom orador, o técnico que conduz o Vasco na reação do segundo turno do Campeonato Brasileiro já citou o corredor jamaicano Usain Bolt, outros grandes campeões e tem em Romário seu personagem preferido. Mas após a vitória sobre o Joinville ele preferiu usar um exemplo menos famoso, mas mais próximo da realidade do Vasco: o zagueiro Aislan. O jogador não entrava em campo desde a derrota para o Palmeiras – 4 a 1 em São Januário, há quatro meses – e reapareceu de maneira decisiva ao cortar o chute de Marcelinho Paraíba. O jogador do Joinville poderia empatar o jogo.

Jorginho não deve usar Aislan na próxima partida. O jogador segue como opção no banco de reservas. Para o lugar do suspenso Luan, é mais provável que siga em campo Rafael Vaz, compondo a zaga ao lado de Rodrigo. Mas o exemplo de Aislan contagiou o treinador.

– Tenho falado para os jogadores. Costumo dizer que um minuto de cada um deles pode fazer grande diferença. O Aislan nunca tinha entrado comigo e hoje ele tirou a bola do jogo o chute do Marcelinho Paraíba. Deixo muito claro isso para os meus atletas, um minuto bem feito pode determinar nosso futuro. Pode mudar tudo – disse o treinador.

Contra o Palmeiras, Aislan falhou na partida e voltou para o banco na sequência dos jogos. Jorginho desde que chegou tem se preocupado em cuidar de todos os jogadores, mesmo que pareça quase impossível – afinal, são mais de 40 no elenco. A mensagem que o treinador que passar é que todos devem esperar uma oportunidade a qualquer momento. Um outro caso de “recuperação” no elenco é do colombiano Riascos, que foi muito vaiado pelos torcedores, mas retomou seu espaço, ganhou vaga de Leandrão e voltou a marcar contra o Joinville. Coincidentemente, o último gol de Riascos havia sido contra o Palmeiras – no mesmo último jogo que Aislan participou pelo Vasco.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠