Luan, do Vasco, cobra punição aos responsáveis por desastre ambiental


O desastre ambiental no Rio Doce e na Praia de Regência, no Espírito Santo, ocasionado pela lama oriunda do rompimento da barragem de Mariana, provocou a indignação de muitos atletas e esportistas. Quem agora se manifestou foi o zagueiro Luan, titular do Vasco. Capixaba de Fundão, município localizado a aproximadamente 94 km da foz do rio, diz estar revoltado com o ocorrido em seu Estado.

– É muito triste e revoltante o que aconteceu em Minas Gerais e no meu estado do Espírito Santo após o rompimento da barragem de resíduos tóxicos em Mariana (MG). Quem já teve a oportunidade de visitar o paraíso que é Regência, no município de Linhares (ES), sabe bem a indignação que todos nós capixabas estamos sentindo neste momento. Isso sem mencionar a população local, pois acabaram com toda a riqueza natural daquele lugar mágico, prejudicando pescadores que viveram toda a sua vida do Rio Doce, a tribo indígena que ali mantinha suas tradições, passando seus costumes de geração para geração, além das pessoas que viviam do turismo local, recebendo os surfistas e turistas que vinham de todo o país e do exterior para desfrutar das belezas naturais de Regência. O Rio Doce e a praia de Regência eram a vida deles (sic) – lamentou o jogador, em seu perfil em uma rede social.

Ainda na postagem, o capixaba Luan cobra providências e punições aos responsáveis pela tragédia.

– Todo o ecossistema dessa perfeita obra de Deus foi destruído em questão de minutos pela ganância e ignorância do homem com a chegada da lama tóxica da barragem que se rompeu em Mariana (MG), causando o maior desastre ambiental da história do Brasil. O mínimo que devemos fazer neste momento é cobrar providências e atitudes drásticas das autoridades para os responsáveis por este desastre terrível (sic).

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠