No Vasco, Nenê comemora ausência de ex-companheiros Renato e Ricardo Oliveira: ‘Ainda bem que não jogam’

A notícia de que o Santos atuará com uma equipe basicamente reserva na partida contra o Vasco, domingo, em São Januário, não entristeceu em nada os jogadores do time carioca. Um deles conhece bem Renato e Ricardo Oliveira, dois titulares do Peixe: o meia Nenê.

O apoiador teve rápida passagem pelo Santos em 2003 e atuou com os dois jogadores na Vila Belmiro, 12 anos atrás. Nenê era uma espécie de 12º jogador na equipe treinada por Emerson Leão, campeã brasileira em 2002 e que seria vice-campeã da Libertadores com o atual camisa 10 do Vasco na reserva.

Para ele, ainda bem que Renato e Ricardo Oliveira deverão ser poupados em função da disputa do segundo jogo da final da Copa do Brasil, quarta-feira que vem, contra o Palmeiras.

– São dois grandes jogadores, amigos dessa época. Joguei contra eles na Espanha depois. Em seguida fui para a França e não tive mais contato com eles. Com o Ricardo, ainda me encontrei quando atuamos no Oriente Médio. São dois grandes ex-companheiros, exemplos de profissionais. Ainda bem que não jogam, vai ser bom para o Vasco – afirmou Nenê.

Questionado se a opção santista de poupar os titulares traria benefícios ao time de São Januário, o camisa 10 admitiu que sim, mas com ressalvas.

– Os jogadores do Santos não terão o ritmo de jogo, não tem a mesma força do nome que os titulares, mas terão a vontade, a disposição para mostrar trabalho ao técnico. Cabe a nós, do Vasco, fazermos nosso trabalho para conquistarmos a vitória – finalizou.

Fonte: EXTRA

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠