A tarde especial e campeã da equipe sub-17 do Vasco em São Januário


Vestiário, preleção, aquecimento no gramado e corrente final. Tudo parecia dentro da normalidade minutos antes do início do jogo que poderia marcar a quebra de um longo tabu para o Vasco da Gama. Eis que surge no vestiário, pouco tempo antes da equipe sub-17 subir ao gramado para encarar o Flamengo na decisão do Campeonato Carioca, um dos símbolos do elenco profissional, campeão estadual no primeiro semestre.

 

image

Cria da base cruzmaltina e com mais de 100 jogos disputados pelo time de cima, o zagueiro Luan Garcia foi o escolhido pela comissão técnica, liderada pelo treinador Marcus Alexandre, para dizer as últimas palavras ao grupo juvenil antes da final. Vascaíno declarado, o defensor, que acumula passagem pelas seleções brasileiras de base, lembrou do histórico vascaíno contra o Flamengo e exaltou a grandeza do Gigante da Colina.

– Vocês vão jogar hoje o melhor jogo, que é um Vasco e Flamengo. Tenho certeza que do lado de lá existe um respeito muito grande, sempre foi assim. Muito se falou dizendo que o Vasco não ganha do Flamengo, mas neste ano só deu a gente. Hoje vocês terão a oportunidade de ser campeões. Eu nunca tive a oportunidade de ser campeão na base, mas já senti esse gostinho no profissional. Tem um rapaziada boa aqui, com passagem pela Seleção e que já treina conosco lá em cima. Façam o simples e cheguem junto dos caras. Eles precisam nos respeitar sempre – disse Luan, antes da partida.

 

image

Durante o jogo, que terminou com triunfo vascaíno pelo placar de 1 a 0 graças ao golaço marcado por Andrey Ramos, os Meninos da Colina foram observados de perto pela comissão técnica do profissional. O treinador Jorginho, o auxiliar-técnico Zinho e o preparador físico Joelton Urtiga, além do gerente de futebol Paulo Angioni, marcaram presença no Caldeirão e viram de perto a talentosa geração 98, hoje representada no time de cima pelo meia Mateus Vital.

O especial dia da garotada do sub-17 não acabou por aí. Antes de receberem o troféu, os jogadores caminharam em direção ao gabinete presidencial e foram aplaudidos de pé pelo presidente Eurico Miranda. Já com a taça em mãos, os campeões foram ovacionados pela torcida e receberam o carinho de pequenos jogadores da categoria sub-07 de futsal. Foi no salão, inclusive, que muitos dos atuais integrantes do juvenil deram os primeiros chutes na bola.

Mais do que o status de “melhor do Rio de Janeiro”, a conquista do Campeonato Carioca sub-17 significou para o Vasco a certeza de um futuro vitorioso e a quebra de uma longa escrita. O Gigante da Colina não vencia essa competição desde a temporada de 2000. Quis o destino que a hegemonia estadual na categoria sub-17 fosse recuperada por uma geração que é vencedora desde sua origem, por atletas que nasceram no ano mais vitorioso da história cruzmaltina.

image

Fonte:  Site Oficial do Vasco

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠