Amigo de Pierre e Wellington Paulista, Serginho descarta pedir ajuda ao Flu

Serginho e Pierre (dir.) foram companheiros no Atlético-MG em 2012 (Foto: Valeska Silva / Globoesporte.com)

Precisando de uma mãozinha do Fluminense para permanecer na Série A do Campeonato Brasileiro, o Vasco tenta tirar o foco do rival e jogá-lo para o jogo contra o Coritiba. Afinal, se não vencer no Couto Pereira de nada vai adiantar pensar nos outros resultados. Mas o Tricolor, que cumpre tabela na última rodada, é o tema das perguntas em São Januário. Enquanto as duas diretorias são desafetas, há jogadores amigos nos dois clubes. Como Nenê com Magno Alves – que no último domingo registraram um culto na casa do vascaíno -, e Serginho com Pierre e Wellington Paulista, por exemplo. O volante, porém, descartou ter que pedir ajuda aos amigos e acredita que eles jamais entregariam uma partida para prejudicar terceiros.

– Posso falar por mim. Eu, Serginho, entro em todo jogo pensando em fazer o meu melhor. Mas não adianta pensar em outro jogo, o nosso foco é o Coritiba, conseguir a vitória que só nos interessa. Tenho amizade com Pierre (jogaram juntos no Atlético-MG), com Wellington Paulista também, joguei com ele no Criciúma. Pelo que conheço deles, até pela convivência que a gente tem, eles têm o mesmo pensamento que eu. Não vou pedir nem pensar nesse assunto. Quando a gente se encontra é com família, filhos, o papo acaba sendo outro.

Na manhã desta terça-feira, Mario Bittencourt, vice de futebol do Fluminense, disse que o Tricolor vai tratar o duelo contra o Figueirense como um jogo qualquer e classificou a pressão sobre o clube como “responsabilidade imputada”. Questionado sobre a declaração, Serginho alegou que não viu ou leu a entrevista e que, por isso, não poderia comentar a respeito.

– Não posso falar por ele, não ouvi. Mas não adianta pensar em outro jogo. Nosso foco é o Coritiba, conseguir a vitória que só nos interessa. É uma partida que pode ser… É a nossa permanência na Série A. Com certeza a gente vai estudar bastante a equipe deles para fazer boa partida e conseguir a vitória – afirmou.

Para permanecer na Série A, o Vasco, além de vencer o Coritiba, no Couto Pereira, precisa torcer para o Figueirense não derrotar o tima das Laranjeiras, no Orlando Scarpelli, e o Avaí não superar o Corinthians, em São Paulo. Todos os confrontos são às 17h (de Brasília) de domingo.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠