Bom retrospecto, sobrevida e título recente guiam Vasco contra o Coritiba

O Vasco não perde fora de casa há exatos três meses. A última derrota foi a mais dolorida da competição, nos 6 a 0 para o Internacional, em Porto Alegre. Mas para sair do Couto Pereira com chance de permanecer na Série A os vascaínos terão que vencer como fizeram em Joinville e na Arena Palmeiras. Sair de Curitiba com motivos para sorrir não é novidade em São Januário. Em Brasileiros, o retrospecto vascaíno é superior ao do time da casa em seus domínios: em 15 confrontos no Couto Pereira, o Vasco venceu sete jogos, perdeu quatro e empatou outras quatro vezes.

De acordo com o site “História do Coritiba”, o Vasco é o visitante mais incômodo contra o Coxa, que venceu apenas 42,42% dos pontos disputados contra os cariocas – Juventude (43,59%), Cruzeiro (45,33%), Grêmio (49%) e Corinthians (50%) vêm em seguida. Os últimos três jogos disputados no Couto Pereira reforçam o alento para os vascaínos. Em 2011, o time carioca perdeu por 3 a 2, mas levou a Copa do Brasil. Em 2012 e 2013, duas vitórias vascaínas – 2 a 1 e 1 a 0, respectivamente.

Mas a história que pode servir de inspiração remete ao ano de 2008. Na penúltima rodada, um desesperado Vasco chegou ao Couto Pereira com obrigação da vitória. Leandro Amaral, que fazia dupla de ataque com Edmundo, salvou o time marcando duas vezes – relembre no vídeo acima. O Vasco chegava para a rodada final daquela edição do Brasileiro ainda em situação delicada, precisando de tropeços de dois dos três rivais diretos para não cair. Além, é claro, de ter que vencer o Vitória.

Nada deu certo. Primeiro, o Vasco foi atropelado pelos baianos em São Januário: 2 a 0, com direito a choro coletivo e até ameaça de um torcedor se jogar da marquise do estádio. Entre as partidas que interessavam ao Vasco, o Figueirense venceu o Internacional, o Náutico empatou com o Santos e o Atlético-PR goleou o Flamengo. Com 40 pontos, o Vasco caía para a Segundona pela primeira vez. Sem adiantar a superação na partida no Couto Pereira.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠