Vasco repete operação e vai de voo fretado para batalha final em Curitiba


A diretoria do Vasco não poupa esforços – nem dinheiro – para evitar o rebaixamento do Vasco. A delegação vascaína dispensou as linhas comerciais e viaja novamente de voo fretado para o último compromisso fora do Rio de Janeiro. Com boa parte da diretoria e o presidente Eurico Miranda a bordo, o grupo embarca para Curitiba no sábado à tarde e retorna logo após a partida. O Vasco joga a vida contra o Coritiba no domingo, às 17h, na esperança de evitar a queda para a Série B – dependendo, claro, de resultados dos jogos do Avaí e do Figueirense.

Um voo fretado costuma custar R$ 150 mil – e compensa o preço elevado no conforto da delegação. Neste caso, a logística da última viagem cruz-maltina da temporada foi pensada também por segurança da tripulação, que evita contato e transtornos com torcedores do Vasco e de outros clubes, em caso de rebaixamento. Ainda por medida de segurança e privacidade, o clube não vai divulgar o hotel que a delegação vai se hospedar em Curitiba.

O presidente do Vasco viajou com a delegação nos últimos dois jogos fora do Rio. E foi pé quente. Contra Palmeiras (2 a 0) e Joinville (2 a 1), só viu resultados positivos da equipe. Na última partida, além de Eurico, viajaram os vice-presidentes gerais Fernando Horta e Silvio Godói, outros vice-presidentes e dirigentes vascaínos.

O time do técnico Jorginho não deve ter surpresas. Sem Andrezinho, que segue o exemplo de Rodrigo, suspenso contra o Joinville, e vai viajar com os companheiros, o treinador deve escalar Martín Silva, Madson, Luan, Rodrigo, Julio César; Diguinho, Serginho, Bruno Gallo e Nenê; Jorge Henrique e Riascos.

Para não ser rebaixado, o Vasco precisa vencer o Coritiba e torcer para que Avaí e Figueirense não derrotem Corinthians e Fluminense, respectivamente. Todos os jogos acontecem no domingo, às 17h.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠