PC Vasconcellos pede “decência” e rigor com horários na ultima rodada

Com título e G-4 praticamente definidos no Campeonato Brasileiro, as maiores emoções da última rodada, no próximo domingo, ficarão por conta da briga contra o rebaixamento. São cinco equipes matematicamente com risco de queda para a Série B: Goiás, Vasco, Figueirense, Avaí e Coritiba. Elas estarão envolvidas em quatro jogos, já que Vasco e Coritiba se enfrentam. No “Redação SporTV” desta sexta-feira, os jornalistas Paulo Cesar Vasconcellos e Sérgio Xavier Filho pediram rigor com o cumprimento do horário dos jogos e criticaram a pena existente para os “atrasadinhos”.

– Em nome da decência, acho que nesse domingo a CBF tem por obrigação, através dos delegados dos três (quatro) jogos, que eles comecem e terminem no horário. Que comecem no horário e que tenham o mesmo tempo de intervalo entre o primeiro e segundo tempo. Fundamental, já que estamos falando de decência, é que no domingo, 17h em ponto, a bola role para Coritiba x Vasco, a bola role para Figueirense x Fluminense, a bola role para Corinthians x Avaí e a bola role para Goiás x São Paulo – afirmou PC Vasconcellos, comentarista do SporTV.

Sérgio Xavier Filho lembrou que tal medida será difícil, já que os clubes já têm ciência da punição prevista e que não representa um grande peso para as instituições.

– Só tem um jeito de fazer isso e não é o delegado. O que acontece geralmente é que o delegado diz: vocês têm que entrar no horário e voltar no horário. O que é uma obviedade. O que os clubes fazem? Não fazem isso. Ficam esperando para poder jogar com o relógio. O que acontece depois? É no depois que está a jogada. Ninguém é punido. Multa de R$5 mil. Tem que avisar hoje ou amanhã para todos os clubes e não tem que ter tolerância.

Após as colocações dos jornalistas, a CBF entrou em contato com a produção do “Redação SporTV” e ressaltou que não pode mexer no “regulamento” do campeonato a esta altura. Na verdade, a previsão de punição existe no Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que em seu artigo 206 diz que o clube será punido com multa de R$ 100 a R$ 1 mil por cada minuto atrasado.

– Claro que não se tem que mudar o regulamento aos 44 do segundo tempo. A pergunta que cabe á a seguinte: porque não ter essa preocupação lá atrás quando se elaborou o regulamento? Porque, cá entre nós, dizer que a multa varia de R$ 100 a R$ 1 mil por minuto isso não é nada, isso um dirigente cujo seu time evita o rebaixamento mete a mão no bolso com o maior prazer e paga. O que preocupa é não haver uma tensão maior para uma questão que fere a decência do espetáculo, e que é praticada sempre que uma equipe está em condições desfavoráveis.

Os quatro jogos decisivos da luta contra o rebaixamento são os seguintes, todos às 17h (de Brasília): Corinthians x Avaí, na Arena Corinthians; Figueirense x Fluminense, no Orlando Scarpelli; Coritiba x Vasco, no Couto Pereira; e Goiás x São Paulo, no Serra Dourada.

Fonte: GE – Redação SPORTV

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠