“Excursão” do Vasco chega em peso em Curitiba para batalha final de 2015

Jogadores saem do ônibus com pouco assédio de torcedores (Foto: Raphael Zarko)

A poucas horas do duelo que vai decidir o destino do Vasco no Campeonato Brasileiro, a delegação do time chegou nesta tarde na capital paranaense. O voo fretado saiu do Rio às 15h e trouxe jogadores – até mesmo atletas não relacionados -, o presidente Eurico Miranda, boa parte da diretoria e dos funcionários do departamento de futebol e 15 seguranças para a última partida do ano. O grupo desembarcou em Curitiba e seguiu em dois ônibus para um hotel no centro da cidade.

O clube não divulgou horário de desembarque e nem o hotel na capital paranaense por motivos de segurança e, apesar de chegar em cerca de 60 pessoas, chegou discretamente para se concentrar para a partida deste domingo, às 17h, contra o Coritiba, no estádio Couto Pereira.

Poucos torcedores viram a chegada dos vascaínos ao hotel, que bloqueou quase todas reservas para o grupo. O meia-atacante Nenê, camisa 10 do time, parou rapidamente para tirar fotos com hóspedes antes de entrar no saguão do estabelecimento. Ele é a maior esperança do Vasco para escapar do rebaixamento. Nenê disse que escapar do rebaixamento, se acontecer, será como um título para ele e um sonho realizado.

– Não dependemos só da gente, mas a única maneira de fazer o trabalho bem feito é concentrar no nosso jogo, no trabalho. Estudando o que a equipe deles fazem de bom, nas características de cada jogador. Saber o que podemos aproveitar da nossa qualidade, focando somente na vitória. O primordial é pensar no nosso papel senão não adianta nada – disse Nenê, em entrevista ao site oficial do Vasco.

A equipe treinou neste sábado pela manhã em São Januário, sem abrir portões para torcedores e cobertura de imprensa. Andrezinho, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo, viajou com o grupo vascaínos. O Vasco deve ir a campo com Martín Silva, Madson, Luan, Rodrigo, Julio César; Diguinho, Serginho, Bruno Gallo, Nenê; Jorge Henrique e Riascos.

Além de vencer, o Vasco precisa torcer pelo tropeço do Avaí, contra o Corinthians, em São Paulo, e do Figueirense, que recebe o Fluminense, em Florianópolis.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠