Veja seis frases em que Eurico desdenhou do rebaixamento do Vasco


Juramento, fé, autoconfiança e até promessa de se mandar para a Sibéria em caso de insucesso. Foi com muito desdém que o presidente do Vasco, Eurico Miranda, encarou a possibilidade de rebaixamento do clube no Campeonato Brasileiro durante toda a temporada. Sempre acreditando no time e culpando a administração Roberto Dinamite pelas quedas anteriores, o dirigente não largou sua convicção até o último minuto, mas acabou sucumbindo ao seu primeiro descenso como mandatário do Cruzmaltino. Veja abaixo frases de desdém do cartola antes da terceira queda vascaína:

JURAMENTO (à Rádio Globo, tão logo venceu as eleições)
“Juro, até morrer, que o Vasco nunca mais vai cair. Sei que não sou eterno, mas vou trabalhar para colocar o clube preparado para isso nunca mais acontecer. O maior erro da outra diretoria foi o desrespeito com o clube e esses dois rebaixamentos. O clube não é mais respeitado nas grandes discussões do futebol brasileiro e nas federações. O Vasco tem o direito, pelo seu passado e pelo que representa, de ser ouvido. Não queremos ter a última palavra, mas precisamos ser sempre consultados para qualquer coisa que envolva o futebol nacional. Tenho uma trajetória no clube de mais de 40 anos, e no esporte de uma maneira geral. A gente vai aprendendo, com erros e acertos. Isso dá condições para o diálogo. Eu não tenho a esperança, tenho certeza que isso vai mudar para o Vasco. Pode não ser em breve, mas vai melhorar. Isso não tem dúvida”.

PARTE DE CIMA DA TABELA (sobre as chances do Vasco no Brasileiro)
“O Vasco está com um time para disputar lá em cima na tabela. Sempre digo para os mais pessimistas:  ‘se estivesse na presidência, o clube não teria caído em 2008’. Portanto, não vai ser rebaixado agora”.

O REFORÇO SOU EU (sobre a possibilidade de reforços)
“A grande comparação é que estou aqui. O grande reforço do Vasco sou eu. Eu tenho crédito. Se eu digo que não vai cair, não vai cair. Não tem hipótese de rebaixamento”.

ZONA DA SALSICHA (após declarações de Dagoberto)
“Ouço conversas de Vasco isso, Vasco aquilo… Não quero saber de conversa, de opinião de ninguém. O Vasco está nas duas competições para ganhar (Brasileiro e Copa do Brasil). Essa é a diretriz do Vasco. Para não ter qualquer especulação de que “ah, o Vasco vai ficar na zona da salsicha”, digo o seguinte: o Vasco vai disputar o título e, se possível, ganhar o título. Essa é a orientação e a determinação nossa. Isso que queria passar. Não me importa as considerações que possam fazer, se tem condição ou não tem condição. Time vai disputar o título. Futebol ninguém faz e não tem direito de fazer qualquer previsão antecipada”.

FÉ NO ELENCO (no pior momento da competição)
“Você só morre quando morre. Então, nunca é tarde. Enquanto tem sopro, não morreu. Nunca é tarde, não tenho receio. Se eu tivesse receio por ser tarde, já teria feito”

SIBÉRIA (em caso de queda)
“Já falei que a palavra rebaixamento, aqui, é proibida. Se eu achar que o Vasco vai ser rebaixado, vou procurar o ponto mais distante da Sibéria e vou para lá”.

Fonte: UOL Esporte

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠