Mudança de comando: Angioni é demitido e Isaías deve ser anunciado

O Vasco mudará o comando do futebol para a disputa da Série B 2016. Nesta terça-feira, o gerente de futebol Paulo Angioni teve uma reunião com o presidente Eurico Miranda e foi desligado do Cruz-Maltino. O substituto foi rapidamente definido: Isaías Tinoco. Com forte ligação à diretoria atual, ele retorna a São Januário após a breve passagem pelo Cruzeiro, que durou pouco mais de um mês. Antes de ir para o clube mineiro, ele foi o diretor da categoria de base do Vasco por cerca de sete meses, desde o início da gestão Eurico.

Com a mudança, Eurico Brandão, o Euriquinho, filho de Eurico e assessor especial da presidência, volta a ganhar força no departamento de futebol. Uma das razões para a saída de Angioni foi a péssima relação entre os dois. Ao longo do ano, o relacionamento foi bem ruim, o que gerou um grande desgaste no comando do futebol, tanto que Euriquinho se afastou do dia a dia nos últimos meses. O vice de futebol José Luis Moreira segurou Angioni até onde pôde, mas o rebaixamento foi o estopim para a saída do dirigente, que era pressionado também por outras correntes da diretoria, como membros do Casaca.

Angioni foi bastante criticado internamente por não ter sido muito operante na contratações de jogadores, tanto é que comandou apenas três negociações: o volante Serginho e os atacantes Dagoberto e Gilberto. As demais foram conduzidas por Euriquinho, que muitas das vezes sequer comunicou Angioni ou Zé Luis sobre o acerto com determinado jogador. O vice de futebol também contratou poucos atletas, dentre eles, o lateral-esquerdo Julio Cesar.

Isaías tem bom relacionamento com Euriquinho, Zé Luis e Eurico. Além disso, também encurta o canal entre a categoria de base e o profissional, já que Angioni também não se relacionava com o coordenador da base, Álvaro Miranda, o outro filho de Eurico, e o supervisor da base, Nilson Gonçalves.

Fonte: LANCENET!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠