Empresário revela indefinição do futuro de Anderson Salles e Guiñazu: “O Vasco está tão desorganizado”

Com a chegada do técnico Jorginho a São Januário, dois jogadores perderam espaço na equipe do Vasco. O volante Guiñazu, titular e então capitão do time, e o zagueiro Anderson Salles, reserva imediato da dupla Rodrigo e Luan, acabaram indo para o banco de reservas e o segundo, por vezes, ficou de fora até da lista de relacionados.

O empresário da dupla, Ivan Rocha, negou que tenha sido procurado por dirigentes cruz-maltinos para resolver o futuro dos jogadores.

“O Vasco está tão desorganizado que, na verdade, eu nem sei o que está acontecendo. O que me sinalizaram há dois meses é que contavam com ele (Salles). Mas, como as coisas no Vasco mudam muito rápido, eu não sei dizer. Estou trabalhando como se o contrato terminasse no dia 31 de dezembro e não vou ficar esperando o Vasco”, que revelou não ouvir propostas de outros times pelo zagueiro enquanto a situação com o clube não for resolvida.

O veterano Guiñazu, por outro lado, tem vínculo até dezembro de 2016 com o Cruz-Maltino, mas especula-se que clube e jogador possam entrar em acordo por uma rescisão amigável. Rocha revelou que o argentino pretende continuar em São Januário.

“O Guiñazu tem contrato até dezembro de 2016, pretende cumprir e a partir daí vamos ver o que vai acontecer. Estamos tranquilos”, contou.

Fonte: Esporte Interativo

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠