Renovação com Sport trava, Vasco e outros cariocas querem Hernane Brocador

Hernane pode retornar ao futebol do Rio (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

O fim do contrato com o Sport, na última quinta-feira, deixa Hernane Brocador livre no mercado. E a volta ao Rio de Janeiro é um caminho possível. A via é de mão tripla, mas não envolve o Flamengo, clube que ele defendeu com sucesso entre 2012 e 2014. O atacante está na mira dos outros três grandes cariocas. Botafogo, Fluminense e Vasco procuraram o representante do jogador, Paulo Pitombeira, e sondaram a situação do atleta. Receberam a mesma resposta: negociações só começariam depois que Hernane e Sport se resolvessem.

O empresário do Brocador tratava da renovação com a diretoria do Leão até a noite desta quinta. Só que a conversa travou, e agora o mais provável é que o centroavante não fique no Recife. Procurado pela reportagem, Paulo Pitombeira não quis comentar o assunto antes de uma posição definitiva com os pernambucanos.

Certo mesmo é que o trio carioca quer o camisa 9. Depois de desistir de renovar com o uruguaio Navarro, o Botafogo está atrás de um jogador para a posição e tem Hernane no radar. Quem está à frente na negociação é o gerente Antônio Lopes. O dirigente entrou em contato com jogador para saber se ele teria interesse de jogar no Botafogo. O Brocador vê com bons olhos um possível retorno ao futebol carioca, onde viveu o melhor momento da carreira. A questão salarial ainda não entrou em pauta, mas já houve o primeiro contato. O departamento de futebol trata o nome de Hernane como “interessante”, mas a prioridade para o ataque, no momento, é Jorge Ortega, do Sportivo Luqueño. Isso não inviabilizaria a contratação do Brocador, até porque Ortega pode jogar pelos lados do campo. O presidente Carlos Eduardo Pereira, no entanto, garante que não há qualquer negociação por Hernane. Além disso, o clube teme a rejeição da torcida pelo passado do centroavante no Flamengo.

Com o fraco desempenho de Magno Alves e Wellington Paulista em 2015, o Fluminense procura um novo jogador para o ataque, alguém que seja uma opção na ausência de Fred, o titular absoluto. Samuel, revelado na base tricolor e que estava no Sport, retornará de empréstimo. Hernane Brocador é uma alternativa aprovada pelo técnico Eduardo Baptista. Eles trabalharam juntos no Recife. O treinador quer um atacante que jogue centralizado, mas que também possa jogar aberto. A concorrência no setor, no entanto, pode afastar o atleta.

Em busca de reforços para um 2016 de recuperação para voltar à Primeira Divisão, o Vasco tem duas cartas na manga para levar Hernane à Colina: Jorginho e Zinho. O técnico e seu auxiliar trabalharam com o Brocador no Flamengo e deram apoio ao atacante quando ele era contestado no Rubro-Negro. Saíram sem ver o jogador brilhar, mas foi depois daquela fase que o centroavante entrou num período mágico, desandou a fazer gols – foram 45 em 2013 – e foi protagonista do time na conquista da Copa do Brasil naquele ano.

Na última quarta-feira, Zinho ligou para Paulo Pitombeira para se informar sobre a situação de Hernane no Sport. O auxiliar de Jorginho era diretor de futebol do Flamengo em 2012 e foi ele quem contratou o jogador em maio daquela temporada. Hernane chamou a atenção do então dirigente depois de ter sido vice-artilheiro do Campeonato Paulista pelo Mogi Mirim, com 16 gols – ficou atrás apenas de Neymar. Zinho pode ser decisivo para o Vasco na disputa com Fluminense e Botafogo pelo atleta.

O Vasco procura um goleador, algo que não teve em 2015. Questionado sobre o interesse em Hernane, o técnico Jorginho sorriu e elogiou.

– Trabalhamos com ele, ele é muito bom jogador. É um cara decisivo e dentro da área ele é muito bom – disse Jorginho ao GloboEsporte.com.

Zinho não acredita que o passado rubro-negro do Brocador seja um problema.

– Somos (Jorginho e ele) exemplo de que isso não tem problema algum. Isso pode dar certo. Hoje, quem mais me aborda na rua é torcedor vascaíno – afirmou o auxiliar.

Contratado em abril deste ano pelo Sport, Hernane não se firmou na Ilha do Retiro, especialmente pelo bom momento de André, vice-artilheiro do Campeonato Brasileiro. Com a camisa do Leão, ele marcou quatro gols: dois pela Série A e dois pela Copa Sul-Americana.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠