Vasco enxuga departamento e terá solução caseira também na comissão

Fabio Tepedino com jogadores da Indonésia: novo preparador de goleiros do Vasco (Foto: Reprodução)

O corte de custos em São Januário começou com a não renovação e continuidade de grande parte do elenco de 43 jogadores que caiu para a Série B. E o enxugamento de gastos passa diretamente pelos funcionários do departamento de futebol. Dos três auxiliares da comissão permanente, apenas Valdir, ex-jogador do Vasco, fica ao lado de Jorginho e Zinho. Entre os preparadores físicos, apenas Fabio Ganime continua e vai auxiliar Joelton Urtiga. Para treinar Martín Silva e companhia, uma solução barata e caseira: Fabio Tepedino, preparador de goleiros da base, sobe para o profissional.

Tepedino retornou ao Vasco no meio deste ano. Ele já trabalhou nas categorias de base do clube na primeira passagem de Eurico Miranda pelo clube. Como goleiro profissional, o atual preparador passou pelo Botafogo, Bangu, América-MG e Portuguesa, entre outros clubes. Aos 21 anos, iniciou a trajetória como treinador de goleiros do Rodoviário, do interior do Rio. Fora do país, Fabio Tepedino trabalhou na Arábia Saudita e em clubes da Indonésia, onde fez parte da comissão técnica da seleção do país.

As mudanças devem seguir ao longo da semana. A delegação se reapresenta no dia 6 de janeiro e viaja para fazer a pré-temporada, mais uma vez, em Pinheiral (RJ) depois de uma semana de testes físicos e exames médicos. O novo gerente de futebol Isaías Tinoco e Jorginho e Zinho estão tendo rotinas de reuniões com o presidente Eurico Miranda, com o gerente científico Alex Evangelista e com o assessor da presidência Euriquinho, que retorna com mais força ao departamento de futebol – após a saída de Paulo Angioni.

Nos próximos dias devem ser confirmadas mais mudanças no departamento de Evangelista. O clube planeja enxugar o quadro de funcionários e deve dispensar mais de 50 pessoas no fim deste ano. O objetivo é diminuir gastos e conter despesas para o ano que vem – readequação que independe da queda para a Série B, pela avaliação da direção do clube de que há número excessivo de funcionários.

Total de 80 pessoas tiveram férias antecipadas no fim da semana passada – oficialmente as férias coletivas começaram dia 7 de dezembro. A maioria é do departamento de patrimônio e não deve voltar ao trabalho, sendo dispensada pela atual administração.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠