Vasco deve manter time-base que terminou o ano de 2015

A temporada de 2015 terminou de forma melancólica para o Vasco, que acabou rebaixado para a segunda divisão. Mas, dentro de todo o contexto, pode-se dizer que o Cruz-Maltino se encontrou e tem um time-base bem definido para o ano que vem.

Desde a chegada de Jorginho, o time do Vasco se transformou no Brasileiro. Da péssima campanha no primeiro turno, sobrou apenas o enorme peso de tentar salvar a equipe da degola, após virar a primeira metade do campeonato com 13 pontos. A comissão técnica mudou, os jogadores mudaram… e o time se acertou. Foram 28 pontos no segundo turno do campeonato, com a nona melhor campanha.

Jogadores como Nenê, Jorge Henrique e Andrezinho adicionaram qualidade e experiência ao elenco. Julio Cesar e Diguinho, que haviam chegado em maio, recuperaram seu futebol na metade da temporada com Jorginho.

Mesmo com a valorização pela boa campanha no segundo turno, nenhum jogador com contrato deve sair. Quem garantiu foi o presidente Eurico Miranda, na coletiva depois do rebaixamento:

– Todos são jogadores sob contrato. É evidente que o jogador só continua se quiser, mas são vinculados ao Vasco. Para sair, precisam ser liberados. E não tenho interesse em liberar – disse o mandatário.

Com quase todo o time titular preso com vínculos longos (pelo menos até o final do ano que vem), a base da equipe será mantida, com uma ou outra eventual mudança. Serginho, um dos únicos que o contrato se encerra nesse final de 2015, já discute a renovação e deve permanecer.

Esse pode ser um passo importante para que o vascaíno, machucado com o rebaixamento, volte a sorrir em 2016.

Time base: Martin Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Diguinho, Serginho, Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Riascos.

Fonte: LANCENET!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠