Agente espera mais oportunidades a Thalles e não descarta saída do Vasco

De dezembro de 2014 a dezembro de 2015, muita coisa mudou na vida de Thalles. Se a última temporada terminou com o centroavante vascaíno valorizado e convocado para a seleção brasileira no Sul-Americano Sub-20, a atual chega ao fim com o jogador pouco aproveitado. Foram 30 jogos este ano, apenas sete como titular, com quatro gols marcados. Ele se envolveu em polêmicas com o técnico Jorginho e não entra em campo desde o dia 23 de setembro, na derrota por 3 a 0 para o São Paulo na Copa do Brasil. Com mais 15 meses de contrato, o atacante de 20 anos vai tentar recuperar espaço em 2016. Do contrário, poderá mudar de ares.

Quem deixa a possibilidade em aberto é o empresário Pedro Pereira. Diferentemente de quando Thalles surgiu nos profissionais do Vasco e despertou muitas sondagens, o agente por enquanto não recebeu nenhuma proposta pelo jogador, mas vê com bons olhos uma transferência por empréstimo caso o panorama do fim de 2015 se mantenha. Porém, diz que o atacante ficou mais motivado com o discurso da diretoria em aproveitar mais os jogadores oriundos da base na equipe principal na próxima temporada.

– Dependendo para onde for, sim. Atleta tem que estar sempre jogando. Se ele não for aproveitado, vamos tentar uma solução para que possa jogar, se não for no Vasco, em outro clube. Até agora não fui procurado. Vamos ver, dizem que vão aproveitar mais os atletas novos. Se aparecer alguma coisa para sair, vamos contar para o Vasco e analisar se é bom para os dois lados. Mas a tendência é continuar. Ele está bem tranquilo, chateado pelo rebaixamento, mas com cabeça boa para ano que vem ter mais oportunidades.

O Vasco, de fato, planeja manter a base e fazer poucas contratações para 2016, mas o clube não esconde que deseja buscar mais um atacante no mercado – o setor foi alvo de críticas durante a campanha que culminou com o rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. Pereira, no entanto, não vê a possibilidade de aumentar a concorrência na posição como um problema e lembra que o jogador, que tem multa rescisória considerada alta, ainda é um dos principais ativos para fluxo de caixa do Cruz-Maltino – junto com Luan, outro prata da casa.

– Acredito que não (interfere chegada de novo atacante), isso é questão do dia a dia, treinamento. Ele é um atleta da casa, formado no clube, tem mais um ano e meio de contrato. O Vasco quer mais que ele seja aproveitado para poder fazer alguma coisa futuramente – ponderou.

Além de Thalles, o Vasco começará 2016 com as seguintes opções para o ataque: Jorge Henrique e Riascos – que terminaram a temporada como titulares -, Eder Luis, Leandrão, Herrera e o jovem Renato Kayzer, de 19 anos. Artilheiro do clube na última temporada, com 10 gols, Rafael Silva vai defender o Veracruz, do México. Já Romarinho se transferiu para o Zweigen Kanazawa, do Japão, antes mesmo do fim do Brasileiro.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠