Em 2016, Rodrigo pode superar números de Dedé pelo Vasco


A regularidade tem sido uma marca de Rodrigo no Vasco. Desde que foi contratado para comandar a zaga, no ano passado, foram 102 jogos em que raramente houve alguma falha. Pelo contrário, o lado artilheiro do xerife apareceu de forma bem intensa. São 13 gols e as comparações com Dedé são inevitáveis. Último zagueiro a ficar marcado positivamente no clube, o agora cruzeirense fez 19 gols em cinco anos (160 jogos). Se mantiver a boa frequência de atuações e de bolas na rede, Rodrigo deve empatar ou até passar o ídolo da torcida.

Não é nada impossível, mas exige regularidade a um jogador de 35 anos, além de bom desempenho da equipe. Em 2014, foram 44 partidas disputadas. Na última temporada, 58. A principal diferença entre um ano e outro é a maior frequência de Rodrigo no Campeonato Brasileiro. Para encostar em Dedé, avançar às finais do Campeonato Carioca será importante, tanto quanto o Cruz-Maltino chegar às últimas fases da Copa do Brasil.

Moral para isso ele tem de sobra. Capitão desde que Guiñazú se tornou reserva, a postura do camisa 3 chama atenção. Já houve frase provocativa ao Flamengo, contestação a Juninho Pernambucano ao vivo na televisão e o anúncio da renovação até 2017 foi feito pelo presidente do Vasco, Eurico Miranda. Isso, em entrevista coletiva, após o então técnico do Fluminense, Enderson Moreira, “desdenhar” do zagueiro.

Liderança o Vasco terá em 2016. E com mais motivos para vencer.

Fonte: LANCENET!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠