Reencontro no Vasco: sem saber, Jorginho pincela Alan garoto da base que passou por seu projeto social

Ano passado, em meio à tentativa de livrar o Vasco do rebaixamento, Jorginho encontrou espaço para assistir a alguns jogos do time sub-20. Nessas observações, pincelou Matheus Pet para o time profissional e guardou o nome de um lateral-esquerdo: Alan Cardoso. O menino de 17 anos chamou a atenção e foi pincelado, entre outros garotos da base, para participar da pré-temporada do time principal em 2016. O técnico só não sabia que a primeira impressão era, na verdade, um reencontro.

Morador de Guadalupe, Alan passou pelo Instituto Bola Pra Frente, presidido por Jorginho, que oferece educação e esporte para crianças da região de Deodoro, no subúrbio do Rio. Quando soube da coincidência, foi difícil segurar a emoção.

– Percebi que o Alan ficava me olhando de maneira diferente. Só depois é que as pessoas me contaram que ele passou pelo instituto. Fiquei todo arrepiado quando soube – revela Jorginho.

A coincidência não dá privilégios ao lateral-esquerdo. Jorginho tem deixado claro que, dos nove jogadores com idade de base que foram pincelados para treinar entre os profissionais, apenas Matheus Pet tem a permanência no grupo de cima garantida.

– Vou treinar um atleta que saiu do instituto e está vindo para o profissional não por isso, mas porque é muito bom. O moleque está se destacando na base. Vimos que o crescimento dos jovens é muito grande quando eles trabalham com os mais velhos, mas eles devem voltar para a base – ressaltou.

No instituto de Jorginho, Alan deixou boa impressão e hoje seu desafio é brilhar como jogador, e não mais como aluno. O lateral-esquerdo chegou ao Vasco em 2008, ainda com 10 anos. Com contrato de profissional até maio de 2017, terá a concorrência do experiente Julio César e do também revelado na base Henrique. Se vai conseguir impressionar o técnico Jorginho a ponto de não voltar mais para a base, só o futuro vai dizer.

Fonte: Extra

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠