Com “mordomia” para Nenê, Vasco inicia trabalhos para 2016 em Pinheiral

O Vasco inicia nesta terça-feira os treinamentos em Pinheiral, onde ficará isolado em um trabalho intensivo até o dia 23 de janeiro. Antes da viagem, na noite de segunda-feira, a delegação recebeu duas notícias que renovaram os ânimos e tranquilizaram a torcida para este início de ano: as renovações de contrato de Nenê (por três anos) e Luan (por quatro anos), os dois jogadores mais assediados pelo mercado do futebol desde o fim do Campeonato Brasileiro do ano passado.

A comitiva vascaína ficará os 13 dias da passagem por Pinheiral – onde também fez a pré-temporada em 2015 – dentro do CT, sem sequer sair para um passeio em Volta Redonda – cidade vizinha. Como os jogos-treinos contra Barra Mansa, dia 22, e Bangu, dia 23, acontecerão no próprio João Havelange, o grupo comandado por Jorginho ficará recluso nas instalações que contam com hotel, área de lazer, academia bem estruturada e dois campos profissionais. O único material levado pelo Vasco do Rio de Janeiro foi uma máquina chamada Power Plate, utilizada para avaliações do gerente científico, Alex Evangelista.

“Privilégio” para Nenê, Rodrigo e Diguinho

A delegação ocupa desde segunda à noite as 33 habitações do espaço, bem estruturado e que conta com carta de recomendação da Fifa. Os 33 jogadores estão divididos em quartos duplos e, em raros casos, individuais. Nenê, Rodrigo e Diguinho têm essa vantagem, mas não por privilégio e podem ganhar companhia no decorrer da hospedagem – caso cheguem reforços, por exemplo. Os únicos até o momento, Yago Pikachu e Marcelo Mattos dividem quarto.

Em entrevista coletiva, Martín Silva lembrou que Jorginho e sua comissão técnica não tiveram a oportunidade de uma pré-temporada com a equipe, e que isso pode ser um fator diferencial nesse ano de 2016.

– Vai ser muito bom. Para a comissão técnica vai ser muito bom aproveitar esses dias. Jorginho não conseguiu ter isso ano passado. Que seja muito positivo já pensando no Campeonato Carioca. Acho que esse time teve uma experiência muito dura, mas também tirou coisas positivas do ano passado. Tivemos que lutar contra o rebaixamento o tempo todo. Por isso que acho que o grupo está preparado para jogar a Série B – disse o goleiro uruguaio.

Na busca por um atacante

Enquanto a comissão e o elenco se preparam em Pinheiral, a diretoria cruz-maltina corre atrás de um centroavante. Leandrão e Yago foram emprestados, para Boavista e Macaé, respectivamente. Na atividade de segunda-feira, em São Januário, Jorginho esboçou o time titular com Jorge Henrique e Riascos no ataque. Martín Silva ressaltou este como o ponto que falta no Vasco para começar bem o ano.

– Acho que estamos precisando de um artilheiro, de um camisa 9, que resolva esse assunto da falta de gols, mas também dar oportunidade aos garotos da base. Seria melhor para eles já ter outro nome que assuma essa responsabilidade. Para não ter essa pressão toda em cima deles. Acho que seria o melhor para todos.

O Vasco estreia no Campeonato Carioca no dia 31 de janeiro, contra o Madureira, em São Januário, às 17h (de Brasília).

Fonte: Globo.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠