Elogiado durante preparação, Bruno César retorna ao elenco como esperança para municiar o setor ofensivo


A luta para entrar em um compasso ideal marca o Vasco às vésperas de reiniciar sua participação no Campeonato Carioca. O preparador físico Léo Cupertino não esconde que, além do Macaé, a equipe comandada por Ramon Menezes terá um forte adversário pela frente.

– A gente fez um cálculo. Foram 77 dias parados desde o dia 15 de março. É um desafio que envolve todo o treinamento. Sabemos que, quanto mais tempo tivermos para prepararmos a equipe melhor. Mesmo assim, estamos prontos para o confronto de domingo e o que interessa é a vitória e levar o Vasco a almejar novas conquistas – declarou, em live da “Vasco TV”.

A preparação intensa abriu espaço para um jogador, enfim, corresponder com a camisa cruz-maltina, em especial quando o Vasco passa a ganhar uma nova cara. Além de ter voltado a fazer parte do elenco, Bruno César tem um estilo de jogo que chama a atenção do técnico Ramon Menezes.

O meia pode, enfim, se redimir após um 2019 qual esteve fora de forma e colecionou más atuações, a ponto de perder sua titularidade e até treinar à parte do elenco. Agora reintegrado, após sequer ter entrado em campo sob o comando de Abel Braga, o jogador de 31 anos “ressurge” como esperança no setor no qual o Vasco ainda tem suas oscilações: a criação de jogadas.

O meia alia visão de jogo a toque de bola e pode ser uma boa válvula de escape para o Cruz-Maltino se mostrar mais ofensivo no decorrer da temporada. Os problemas para municiar a linha de frente foram constantes na Colina neste início de ano.

De olho no retorno cruz-maltino após a paralisação causada pela pandemia do novo coronavírus, Léo Cupertino detalhou como foi a rotina de preparação para Bruno César.

– Controlamos bem a carga (de atividades) para o Bruno (César) durante a semana. Esperamos que os atletas que entrarem em campo deem seu melhor – declarou.

Por mais que o preparador físico alerte para os percalços causados pelo longo período de inatividade (a falta de ritmo e o cansaço acima da média), o desafio de Bruno César é encontrar fôlego para, enfim, se consolidar entre os titulares.

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠