Vigilância Sanitária determina retirada do túnel de desinfecção do Maracanã


A Vigilância Sanitária do Município do Rio de Janeiro esteve ontem (18) no Maracanã para uma inspeção e determinou a retirada imediata do túnel de desinfecção. O estádio recebeu o confronto entre Flamengo e Bangu, pela Taça Rio, partida que marcou o retorno do Campeonato Carioca após paralisação devido à pandemia de coronavírus.

No protocolo elaborado especificamente para a retomada das atividades desportivas, e publicado no Diário Oficial do último dia 4, a Vigilância Sanitária não prevê a implementação de tal equipamento.

Alguns clubes também instalaram a peça nos respectivos locais de treinamento, como foi o caso de Botafogo, Flamengo e Vasco.

A partida de ontem não teve a presença de público, como previsto na fase 2 do projeto de flexibilização do prefeito Marcelo Crivella (Republicanos). Na próxima etapa do plano, que começa em cerca de 15 dias, há um indicativo de que os jogos podem voltar a ter torcida, mas com os estádios com apenas 1/3 da ocupação.

O Campeonato Carioca voltou em meio à polêmica. Botafogo e Fluminense, contrários ao retorno imediato, acionaram o Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) para solicitar um período de treinamentos e entrar em campo só em julho. Com o pleito negado, prometem ir ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

O Tricolor volta a realizar treinamento presencial hoje (19), no CT Carlos Castilho, na Zona Oeste do Rio. O Alvinegro planeja retornar amanhã (20). Flamengo e Vasco já haviam retomado as atividades.

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠