Guarín permanece na Colômbia e futuro segue indefinido

A Expectativa era de que a Novela Guarín tivesse um desenrolo no início da semana. Mas estamos no meio dela e o silêncio é quem impera no que se torna oficial entre o meio-campista e o Vasco. Ele segue na Colômbia, em meio a questões particulares.

O LANCE! apurou que, no atual cenário, o colombiano está na terra natal dispensado de uma cartilha de treinos do clube. Esta rotina é diferente da adotada durante os treinos do Cruz-Maltino em isolamento social e mesmo depois que o elenco voltou às atividades presenciais, mas ele não.

Aos 34 anos, Guarín vive momento pessoal delicado e sente grande solidão no Rio – apesar da adaptação à cidade e do inegável carinho pelo clube de São Januário. No ano, foram apenas três jogos. É altamente improvável que Guarín esteja à disposição para os primeiros jogos do Campeonato Brasileiro, que começa no segundo fim de semana de agosto.

Isso pela distância física atual dele para os demais atletas do Vasco e da burocracia para, se ele for voltar ao time, conseguir fazê-lo rapidamente em meio à pandemia de Covid-19 nos dois países. O caso é dos mais delicados, por isso a discrição no clube e junto ao jogador.

Na última terça-feira, a Rádio Tupi, publicou que o jogador, na terra natal há mais de duas semanas, tem até este domingo para definir o futuro junto ao Cruz-Maltino. Nos últimos dias, o site Globoesporte.com havia publicado que o clube manteve os pagamentos suspensos ao jogador.

Contratado como estrela para a reta final do ano passado, Guarín demorou, mas renovou com o Vasco até setembro do ano que vem. Mas disputou apenas três partidas até a paralisação do calendário do futebol. A última partida dele foi contra o Goiás, no dia 12 de março.

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠