Relembre as escalações do Vasco nos jogos das finais do Brasileiro de 1997

Há exatamente 23 anos (21/12/97), o Gigante da Colina conquistou o tricampeonato Brasileiro no Maracanã. O Vasco terminou a primeira fase da competição na liderança, com 54 pontos, após enfrentar os 26 times que participavam do campeonato. Com um ataque avassalador, o Cruzmaltino se classificou para disputa mata-mata. Na etapa seguinte, o Vasco atropelou o Flamengo por 4 a 1 e garantiu sua vaga na final para enfrentar o Palmeiras. O time carioca e o time paulista, como o melhor do grupo A e do grupo B, duelaram para saber quem levantaria a taça de 1997.

A disputa foi divida em dois jogos bem competitivos e ambas partidas terminaram empatadas, mas o Cruzmaltino levou a melhor pela vantagem que tinha do empate e se consagrou tricampeão do Brasileirão naquele ano. O primeiro duelo aconteceu no dia 14 de dezembro no estádio do Morumbi. O palco do confronto recebeu quase 55 mil pagantes. A segunda etapa foi decidida no Maracanã, no dia 21 de dezembro. O estádio estava com aproximadamente 97 mil torcedores, 89 mil eram pagantes, sendo a maioria vascaínos. Após uma sequência de partidas brilhantes, a torcida vascaína pode fazer a festa comemorando o terceiro título do Campeonato Brasileiro.

Escalação do primeiro jogo:

Palmeiras: Veloso; Pimentel, Roque Júnior, Cléber e Júnior; Rogério, Marquinhos, Alex (Oséas) e Zinho; Euller (Edmílson) e Viola. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Vasco: Carlos Germano; Válber, Odvan, Mauro Galvão e Felipe; Luisinho, Nasa, Juninho (Mauricinho) e Ramon (Alex Pinho); Edmundo e Evair (Nélson). Técnico: Antônio Lopes.

Escalação do segundo jogo:

Vasco da Gama: Carlos Germano; Válber, Odvan, Mauro Galvão e Felipe; Luisinho, Nasa, Juninho (Pedrinho) e Ramon; Edmundo e Evair (Nélson). Técnico: Antônio Lopes

Palmeiras: Veloso; Pimentel, Roque Júnior, Cléber e Júnior; Galeano (Marquinhos), Rogério, Alex (Oséas) e Zinho; Euller e Viola (Cris). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Fonte: Site oficial do Vasco

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠