Além de Zé Ricardo, Dorival Junior também é especulado no Vasco

Após os dirigentes vascaínos entrarem em consenso pela demissão de Ricardo Sá Pinto, o clube já tem dois alvos para substituir o português. Nos bastidores do Cruz-Maltino, ganham força os nomes de Zé Ricardo e Dorival Junior para assumir o comando técnico. O fato dos dois terem dívidas não pagas pelo Vasco é estudado com cautela pela equipe do presidente Jorge Salgado, que busca soluções para a área financeira.

Antes da chegada de Sá Pinto, em outubro, a dupla de treinadores também foi alvo de sondagens do Cruz-Maltino. Zé Ricardo é o preferido em razão dos custos salariais menores e da boa impressão deixada na passagem por São Januário entre os anos de 2017 e 2018, quando conseguiu classificar o Vasco para a Libertadores. O último trabalho dele foi no Internacional em 2019, após a saída de Odair Hellmann.

Os dirigentes que têm a preferência por Dorival Junior argumentam que o treinador teria mais experiência e “casca” para lidar com a pressão vivida pela equipe, na zona de rebaixamento do Brasileirão. O técnico, que está desempregado desde a demissão do Athletico-PR, no final de agosto, já negou convite do Cruz-Maltino anteriormente. Uma ação na Justiça, em que cobra do clube dívida milionária pelas passagens anteriores pelo clube, em 2013 e entre 2008 e 2009 pesam contra um possível acerto.

Os dois treinadores têm boa relação com Rodrigo Caetano, nome mais cotado para assumir o cargo de vice-presidente de Futebol na gestão de Jorge Salgado. Zé Ricardo foi contratado por Caetano no Inter, no ano passado e entregou a equipe classificada para a Libertadores desse ano. Já com Dorival, pode reeditar a parceria de sucesso que levou ao título da Série B, em 2009.

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠