Alexandre Pássaro, ex-São Paulo, é o novo executivo de futebol do Vasco

Depois da demissão do técnico Ricardo Sá Pinto e do diretor de futebol Andre Mazzuco, o Vasco tem acordo para chegada de Alexandre Pássaro. O ex-gerente de futebol do São Paulo está apalavrado para trabalhar no Vasco a partir de janeiro de 2021. A negociação está sendo conduzida em conjunto por Alexandre Campello e o presidente eleito, Jorge Salgado.

Pássaro ainda não assinou contrato e segue em São Paulo, onde seu atual clube disputará importante jogo nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Morumbi. O Tricolor Paulista encara o Grêmio pela semifinal da Copa do Brasil. A expectativa é que ele venha ao Rio de Janeiro após a partida para assinar contrato.

Ele é advogado de formação, tem 30 anos e estava no São Paulo até o fim da gestão Leco – o novo presidente do Tricolor Paulista, Julio Casares, não renovou o contrato de Pássaro. Ele trabalhava no São Paulo desde 2014, no início no departamento jurídico.

Em entrevista concedida no último dia 16 ao blog “Painel Tático”, do ge, Pássaro explicou como atuava no futebol tricolor e quais eram suas competências e quais atribuições de Raí, diretor da pasta.

– Temos uma divisão natural. O Raí costuma estar em reuniões externas, mais institucionais, e eu fico mais no dia-a-dia. Temos uma comunicação imensa, então sei o que ele faz e ele sabe o que faço. Hoje passamos por um bom momento e isso é também reflexo desse alinhamento. Temos várias áreas, como nutrição, fisiologia e preparação, que se comunicam o tempo todo. Eu de uma forma mais interna, o Raí de forma mais externa.

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠