Dirigentes do Vasco teriam entrado em consenso sobre a saída do técnico Ricardo Sá Pinto

O técnico Ricardo Sá Pinto está com um pé fora do Vasco. A saída do português foi debatida, na última segunda-feira, entre dirigentes da atual e da futura gestão do clube, que vive fase de transição na presidência. A demissão do treinador ainda não foi confirmada oficialmente devido a falta de acerto com um novo nome para comandar a equipe.

A ideia do atual mandatário, Alexandre Campello e do próximo, Jorge Salgado é que o treinador escolhido aproveite o período de quase dez dias sem jogos para já treinar a equipe. A estreia o antes possível, evitaria, assim, que o Cruz-Maltino tivesse um comando interino em momento delicado no Campeonato Brasileiro.

O vice-presidente de futebol, José Luiz Moreira, foi quem apresentou mais resistência à demissão de Sá Pinto, mas acabou sendo voto vencido. O dirigente conhecido como “Zé do Táxi” tem um sentimento de compromisso com o português devido ao fato dele ter aceitado o desafio de cruzar o Atlântico para iniciar um trabalho com a temporada em andamento e em meio a uma pandemia. Os maus resultados em campo, no entanto, acabaram pesando.

Ainda não há consenso sobre o nome do substituto. O clube já se movimenta nos bastidores, mas encontra certa dificuldade em fazer contato com alguns profissionais no período das festas de fim de ano. Nas redes sociais, o nome de Zé Ricardo ganha força entre parte da torcida. Jorge Salgado toma posse dia 20 de janeiro e já afirmou que não vai anunciar mudanças no departamento de futebol antes disso.

O Vasco volta a campo no dia 7 de janeiro, quando enfrenta o Atlético-GO, fora de casa, às 21h, pela 28ª rodada do Brasileirão. As duas equipes são rivais diretas na luta contra o rebaixamento.

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠