Goleiro do Cruzeiro, Fábio é o único campeão brasileiro de 2000 pelo Vasco ainda em atividade

Joel Silva @JoelSilva90
Há 20 anos o Vasco conquistava o seu último título brasileiro, o 4º de sua história, ao vencer o São Caetano, no Maracanã, por 3 a 1. @Juninhope08, Jorginho Paulista e @RomarioOnze marcaram para o Cruz-Maltino. Adãozinho fez o do Azulão. E aí vascaíno, lembra desse jogo? Conta aí

O jogo aconteceu em uma quinta-feira, à tarde, um dia de sol parecido com que fez hoje no Rio. A decisão tinha sido remarcada por conta da queda do alambrado em São Januário que interrompeu a partida ainda no primeiro tempo. Até a realização da partida, muita polêmica aconteceu.

Lembro que o ingresso foi um kg de alimento não perecível ou uma lata de leite em pó. Nas arquibancadas a torcida cantava “Ritmo de festa”, música que embalava os programas de Sílvio Santos, dono da SBT. A logo da emissora foi estampada no uniforme. Eurico queria provocar a Globo

O time em campo: Hélton, Clébson, Júnior Baiano, Odvan, Jorginho Paulista, Nasa, Jorginho (Henrique), Juninho (Paulo Miranda), Juninho Paulista (Pedrinho), Euller e Romário. Treinador: Joel Santana. Da escalação, 8 defenderam a Seleção Brasileira, 5 disputaram Copa e 3 ganharam.

Viola, na foto carregando o troféu, não entrou em campo, mas foi mais um jogador do elenco a conquistar uma Copa do Mundo. Neste século, não lembro de um elenco mais forte do que esse, que ainda tinha Mauro Galvão e Fábio, goleiro do Cruzeiro, único jogador ainda em atividade.

Dois jogadores que estiveram em campo naquele dia não estão mais entre nós. Clébson, lateral-direito do Vasco, faleceu 5 meses depois em um acidente de carro, aos 22 anos. Serginho, zagueiro do São Caetano, morreu em 2004, dentro de campo, em uma partida contra o São Paulo.

Fonte: Twitter do jornalista Joel Silva/Esporte News Mundo

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠