Jogadores se reuniram com a torcida antes do duelo contra o Internacional

Dois meses depois de invasão ao centro de treinamento do Vasco, os jogadores do time tiveram nova reunião com torcedores nesta reta final de Campeonato Brasileiro. Desta vez, o encontro aconteceu no sábado, no final da rua Arroio Fundo, renomeada recentemente em homenagem ao ídolo vascaíno Moacyr Barbosa. O ônibus que se encaminharia para a concentração estacionou e o técnico Vanderlei Luxemburgo, o diretor Alexandre Pássaro e os jogadores desceram para o papo.

Eram mais de 50 torcedores – a maioria membros de organizadas do clube -, que vieram de carro e estavam escoltados por policiais até as proximidades do centro de treinamento do Vasco, na zona oeste. Antes, dirigentes vascaínos entraram em contato e pediram para que não fizessem protesto nem tentassem entrar no CT, o que foi atendido.
Além de Luxa, o diretor de futebol Alexandre Pássaro e os jogadores Fernando Miguel, Leandro Castan e Ricardo Graça desceram do ônibus vascaíno para ouvir as queixas dos vascaínos. Houve cobranças, pedidos de empenho, mas também promessa de apoio numa conversa pacífica, diferente da que aconteceu em dezembro, quando o então técnico Ricardo Sá Pinto chegou a discutir com um torcedor.

O vice de futebol José Luis Moreira, o presidente Jorge Salgado e dois vice-presidentes do clube entraram em contato com os representantes dos torcedores para tentar acalmar os ânimos antes do encontro – e tentaram demover, em vão, o grupo de ter acesso aos jogadores. Na conversa, os atletas lamentaram a situação do clube e garantiram que nunca faltou empenho.

Invasão de dezembro

A invasão de dezembro ao CT vascaíno incomodou atletas e funcionários do departamento de futebol. Na ocasião, questionaram a facilidade pela qual o grupo ingressou no ambiente de trabalho, com vídeos de torcedores caminhando tranquilamente, pela porta da frente e sem qualquer tipo de arrombamento ou necessidade de pular os muros.

Desde o episódio, a direção vascaína – na época o presidente era Alexandre Campello – registrou Boletim de Ocorrência na 41ª Delegacia da Polícia Civil e afastou três funcionários que davam expediente na manhã desta quinta-feira – um responsável pela portaria e dois seguranças.

Fonte: ge

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠