Ribamar aciona o Vasco na Justiça e pede cerca de R$ 1,5 milhão

Pouco menos de dois meses após deixar o Vasco, Ribamar decidiu cobrar salário atrasado e demais direitos trabalhistas que julga ter direito na Justiça. O processo, ainda em fase inicial, tem valor estimado em quase R$ 1,5 milhão.

Ribamar deixou o Vasco em 22 de dezembro do ano passado, após ter um desentendimento com o então técnico Ricardo Sá Pinto – o vínculo venceria em 31 do referido mês. Contratado por empréstimo em dezembro de 2018 do Ohod, da Arábia Saudita, nunca caiu nas graças da torcida e tampouco foi titular absoluto: marcou oito gols em 61 jogos.

A reclamatória corre na 17ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro e foi distribuída no último dia 10 de fevereiro. O Vasco já foi notificado, porém, ainda não se manifestou no processo – está dentro do prazo.

De acordo com o relatado pela defesa do atleta, a cobrança é de R$ 1.428.990,00. Ela é referente a salário atrasado, 13º proporcional, FGTS e verbas rescisórias. Há pedido de pagamento de multas e indenizações também.

O Vasco tem o Ato Trabalhista, acordo que concentra as dívidas com ex-funcionários. Mesmo assim, o montante não para de subir. Em recente manifestação, o presidente Jorge Salvado revelou que a dívida total está na casa dos R$ 720 milhões, incluindo fiscal, bancária e trabalhista.

Fonte: ge

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠