Vasco ainda pretende trazer reforços para todas as posições

Escudo

Rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro, o Vasco não iniciou bem a temporada e, ainda sem ter vencido, ocupa a penúltima colocação do Campeonato Carioca. Em processo de reformulação do elenco, o clube apresentou três reforços, está à espera do atacante Morato — do Red Bull Bragantino — e pretende fazer novas contratações.

Morato, de 28 anos, já tem um acordo com o Cruz-Maltino, mas por ter um incômodo no púbis, preferiu se recuperar plenamente no clube paulista antes de se apresentar ao Vasco. Concluindo o acerto, ele atuará por empréstimo em São Januário até dezembro. A informação inicial sobre a questão física do atleta foi publicada pelo ge.

Entre os que chegaram, todos já entraram em campo. O zagueiro Ernando e o meia Marquinhos Gabriel disputaram três partidas, enquanto o lateral Zeca jogou duas vezes.

A diretoria, no entanto, ainda pretende trazer reforços para todas as posições. Com o empréstimo de Fernando Miguel para o Atlético-GO, os dirigentes avaliam a contratação de um goleiro mais experiente. Atualmente, o jovem Lucão, de 20 anos e com passagens por seleções brasileiras de base, tem sido o titular.

Com Henrique e Neto Borges fora dos planos e com férias prolongadas, o Vasco ainda analisa um lateral esquerdo para o setor mesmo com a chegada de Zeca, que faz os dois lados. O jovem meia MT, recém-promovido aos profissionais, tem sido improvisado na posição e revezado com o reforço.

Um volante mais combativo e um armador de jogadas estão sendo buscados no mercado, assim como um centroavante para ser substituto de Germán Cano. O argentino, por exemplo, tem sido preservado neste início de temporada e passado por um cronograma de trabalho físico para suportar o ano. Amanhã (24), por exemplo, contra o Macaé, o jogador novamente será poupado, e seu substituto, o jovem Tiago Reis, não tem correspondido às expectativas, o que tem feito também com que o técnico Marcelo Cabo, por vezes, improvise o meia Laranjeira no setor.

Morato, a princípio, atenderá a necessidade de um atacante de lado, mas não está descartada a possibilidade de outro jogador de velocidade para a posição ser contratado, assim como mais um zagueiro.

Responsável por atuar no mercado da bola, o diretor-executivo de futebol, Alexandre Pássaro, já deixou claro em algumas entrevistas que dificilmente o Vasco contratará com um jogador de renome ou considerado “medalhão”, e que os reforços virão dentro do orçamento e após um critério de análise técnica.

Salários atrasados pesam no início da temporada

Uma questão que tem afetado bastante tanto na rotina do clube quanto na busca de reforços tem sido o velho problema dos salários atrasados. Atualmente, o Vasco deve os meses de dezembro, janeiro e fevereiro, além do 13º.

Há dois meses no comando da gestão, o novo presidente vascaíno, Jorge Salgado, coloca o tema dos salários em dia como uma de suas principais bandeiras. Na cerimônia que ratificou sua posse, em 25 de janeiro, afirmou que o planejamento era já ter quase tudo regularizado entre o final de março e o mês de abril:

“Temos um fluxo de caixa já planejado pelos próximos três, quatro meses. A gente pretende até o final de março, abril, estar com praticamente todos os salários em dia. Ao longo do tempo gradualmente vamos o colocando em dia.”

Fonte: UOL Esporte

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠