Vasco tenta o empréstimo de Léo Jabá, atacante, cujos direitos são do PAOK, da Grécia

O Vasco conversa com o empresário Fransergio Bastos, que cuida da carreira de Daniel Alves, do São Paulo, tentando o empréstimo do atacante Leo Jabá.

O jogador de 22 anos, formado pelo Corinthians e vendido ao Akhmat Grozny, da Rússia, em 2018, tem seus direitos econômicos presos ao PAOK, da Grécia.

Ele esteve acertado com o Atlético-GO para a disputa da Série A, chegou a ser aprovado nos exames médicos, mas recuou por motivos não divulgados.

Leo Jabá sofreu lesão no ligamento colateral do joelho direito no final de 2019 e desde então quase não jogou.

Contraiu infecção bacteriana no hospital onde foi operado na Grécia e ficou dez meses em recuperação.

Só voltou ao time em agosto de 2020, na vitória sobre o Besikitas (3 a 1), pela fase qualificatória da Champions.

Foi, aliás, o jogo que classificou o PAOK de Abel Ferreira para os playoffs com o Benfica de Jorge Jesus.

Leo Jabá, porém, quase não foi aproveitado.

Por isso, assustado também com a pandemia, a mais cara contratação da história do clube grego (3,5 milhões de euros) voltou ao Brasil à revelia.

E deixou os antigos representantes negociando rescisão com o PAOK, enquanto dedicava-se ao recondicionamento com o fisioterapeuta Rodrigo Bergenthal.

Foi oferecido a Corinthians, Internacional e Fluminense e chegou a acertar com o Atlético-GO, como mencionado mais acima.

Recentemente, passou a trabalhar com o escritório que representa Daniel Alves, e foi oferecido a Alexandre Pássaro, diretor de futebol do Vasco.

Jogador forte, de boa explosão, Leo Jabá teve bom desempenho na campanha do título grego conquistado pelo PAOK em 2019, quebrando jejum de 34 anos.

O brasileiro foi titular em 29 dos 39 jogos que disputou, fez sete gols e deu onze assistências, – uma delas na final.

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠