Ex-Vasco, Bernardo é oferecido e vive expectativa: ‘O que tiver que ser, vai ser’

O Vasco está em processo de reconstrução e por conta disso diversos jogadores são oferecidos diariamente ao clube. Dentre eles um velho conhecido da torcida vascaína. Trata-se de Bernardo, campeão da Copa do Brasil de 2011, que teve o nome levado à São Januário pela empresa AF Gestão Esportiva, que representa o meia, atualmente com 30 anos.

Os empresários se reuniram com membros da diretoria do Vasco no início da semana passada e ofereceram o jogador. O diretor executivo de futebol, Alexandre Pássaro, não esteve presente, mas de acordo com os representantes de Bernardo, o nome está na mesa do dirigente e sendo avaliado.

Apesar de ter saído do Vasco em 2015, Bernardo sempre despertou muita curiosidade por parte dos torcedores. Por conta disso, a reportagem entrou em contato com o jogador, que hoje defende o Rio Branco, do Paraná, para saber como está a expectativa sobre essa aproximação com o Cruz-Maltino. O meia confirmou que seu nome está com a cúpula do futebol, mas mantém a cautela sobre a possibilidade de acerto.

— Eu fiquei sabendo sim que meu nome foi passado para o departamento de futebol. Não vou criar expectativas como criei das outras vezes de achar que ia dar certo e não deu, e isso me deixou muito chateado. Hoje eu mantenho os pés no chão, até porque hoje estou empregado, disputando o Paranaense pelo Rio Branco. Estou feliz pela oportunidade que o clube me deu, muito focado, dedicado e muito confiante que vamos fazer um grande campeonato. Fico feliz que tenham pessoas que gostam de mim, querem o meu bem e estão me ajudando a estar no Vasco novamente, mas mantenho os pés no chão. Creio que se for da vontade de Deus, o que tiver que ser, vai ser.

Cria do Cruzeiro, Bernardo chegou ao Vasco em 2011 após uma boa temporada com o Goiás no ano anterior. Pelo Cruz-Maltino foi peça importante na conquista da Copa do Brasil e na ótima campanha no Campeonato Brasileiro, competição que o time acabou na segunda colocação. Mesmo sem ser titular absoluto, foi o artilheiro da equipe com 18 gols, mais que Diego Souza (16), Élton (15) e Alecsandro (13).

— Em 2011 tive um momento incrível e maravilhoso com a camisa do Vasco. Está marcado na minha vida e estou marcado na história do clube e na memória dos torcedores. Após esse período convivi com altos e baixos, mas penso no lado positivo, naquilo que já fiz de bom no futebol, com a camisa do Vasco e por outros clubes. Agora estou mais experiente, tenho 30 anos, um garoto ainda no aspecto físico porque me sinto um garoto. Eu sei que tenho muito a progredir na minha carreira e no futebol. Estou muito bem fora de campo também, tranquilo e se for da vontade de Deus eu retornar ao Vasco, neste momento de reconstrução do clube, vai ser maravilhoso porque vou me entregar de corpo e alma por aquela camisa como eu sempre fiz — afirmou Bernardo.

Após a grande temporada de 2011, Bernardo oscilou bastante e acabou emprestado em 2012 para o Santos, 2014 para o Palmeiras e 2015 para o Ceará, clube no qual trabalhou com o técnico Marcelo Cabo. Foram menos de dois meses de convivevência com o treinador, que o utilizou em apenas cinco dos 15 jogos em que comandou o Vozão. O meia reconhece que na ocasião não foi bem e por isso teve poucas oportunidades.

— Conheço o Marcelo Cabo e a família dele. Tive uma passagem com ele no Ceará em 2015, mas não foi tão boa. Eu estava em uma fase ruim, tinha acabado de sair do Vasco, não estava focado, estava perdido. Mas ele é um excelente treinador, tem uma carreira linda no futebol e tenho certeza que ele vai firme no Vasco nesta temporada. Torço pelo sucesso dele, um cara que já passou pelo futsal do Vasco e conhece bem a grandeza do clube. Tenho certeza que terá um ano maravilhoso e colocará o Vasco de novo em seu lugar que é a Série A.

VIDA NOVA

Bernardo afirmou que deixou os erros no passado e está confiante de que vai dar a volta por cima. A certeza está em Benício, filho mais novo do jogador que nasceu em dezembro de 2020. É nele em quem o meia se apega para alçar voos maiores na carreira, seja no Vasco ou em um outro clube que tenha projeção no futebol nacional.

— Hoje estou muito tranquilo e isso é nítido para quem me acompanha. Estou tendo uma rotina diferente. Acabei de ter um filho, o Benício, que veio para me dar mais vontade e alegria em estar seguindo firme na carreira. Então hoje a responsabilidade é muito maior do que eu já tinha, com os meus outros filhos de um casamento anterior. Existiu sim uma mudança e estou feliz, renovado e motivado em jogar futebol e viver para a minha família. Estou muito bem fisicamente, treinando bastante aqui no Rio Branco. Com certeza estou pronto para disputar a Série A ou B e se não for no Vasco, em outro lugar vai ser, porque o meu foco é acabar o Paranaense e buscar algo grande.

Fonte: Esporte News Mundo

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠