VP de história e responsabilidade social, Horácio Júnior sugere mudar o nome da rua General Almério de Moura para Moacyr Barbosa

Horacio Junior ᶜʳᵛᵍ✠ @horaciojr
A FORÇA DE BARBOSA

A força de Barbosa é uma coisa incrível, a grande maioria da torcida vascaína nunca viu ele em campo. Nenhum jogador de sua geração é tão querido por sua torcida como ele é e sempre será. #Barbosa100

02 -Barbosa é o favorito para dar nome ao CT do Vasco. Se quisessem mudar o nome da rua General Almério de Moura para Moacyr Barbosa seria muito mais justo. Todas as homenagens são insuficientes para o jogador mais injustiçado da história do futebol mundial. 🧶 #Barbosa100

03 – Carregar a Cruz de ter tomado o gol de Alcides Ghiggia não foi uma tarefa para um homem comum. Somente um homem extraordinário suportaria passar o resto de sua vida pública respondendo a mídia sobre esta derrota como se fosse a pior coisa mundo. 🧶 #Barbosa100

04 – A mídia que fez um oba oba danado, criou um clima de “já ganhou” que acabou servindo de incentivo aos adversários. Mas foi implacável com a derrota. Desde sempre temos a cultura de gostar mais dos vencedores do que do esporte em si. 🧶 #Barbosa100

05 – O trauma e a culpa em Barbosa foram materializados num curta protagonizado por Antônio Fagundes. O curta conta a história de um rapaz traumatizado que volta no tempo para tentar avisar o Barbosa do Gol na final no Maracanã. 🧶 #Barbosa100

06 – O curta poderia se chamar Maracanazzo, ou qualquer outro nome possível. Apesar de pegar leve com o nosso ídolo. o curta foi batizado de “Barbosa”. 🧶 #Barbosa100

07 – Um dos episódios mais tristes e símbolo da cultura esportista brasileira foi justamente realizado por Carlos Alberto Parreira, um ser medíocre, desprovido de qualquer luz própria. Parreira proibiu Barbosa de se encontrar com a Seleção Brasileira.🧶 #Barbosa100

08 – Se alguém acha que Barbosa ficou traumatizado com a derrota se engana. Ele foi campeão carioca com o Vasco em 50 logo depois a copa do mundo. Ele foi o goleiro menos vazado e o Vasco teve um saldo de gols de 53 gols nesta edição. 🧶 #Barbosa100

09 – Depois desse título Barbosa ainda foi campeão carioca em 1952 e 1958, Torneio Quadrangular do Rio: 1953, Torneio de Santiago do Chile: 1953, Torneio Rio-São Paulo: 1958 e o Torneio Octogonal Rivadavia Corrêa Meyer: 1953🧶 #Barbosa100

10 – Eu estive no 7 x 1 da Alemanha na Copa de 2014. Fiquei triste pela derrota, mas em determinado momento, num ônibus em Belo Horizonte eu me dei conta que Barbosa poderia finalmente descansar em paz. Não faz sentido falar mais em vexame depois daquele jogo. 🧶 #Barbosa100

11 – Barbosa morreu em 7 de abril de 2000 aos 79 anos. Curiosamente na mesma data da nossa Resposta Histórica! Vítima da maior perseguição de um atleta por uma mídia covarde, ele sempre será lembrado por nós vascaínos com todo carinho que merece. Viva Barbosa! #Barbosa100

Fonte: Twitter do VP de história e responsabilidade social Horacio Junior

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠