Vascaíno, pai de Léo Jabá fala sobre a emoção de ver o filho no Vasco

A conquista do bicampeonato estadual em 1988 é uma das mais saborosas da história do Vasco. Até hoje o doce gosto do golaço de Cocada, marcado aos 44 minutos do segundo tempo na vitória por 1 a 0 sobre o Flamengo, está na boca da torcida. Será que em 2021 os cruz-maltinos irão se deliciar com Jabá? Molho não falta. Seu pai, Silvan Gonçalves, é vascaíno fanático e chorou ao saber que o filho vestiria a camisa do time de coração.

Em papo rápido com o ge, o tímido Silvan, baiano de Vitória da Conquista e de 48 anos, contou suas memórias de torcedor. Como não poderia ser diferente citou Roberto Dinamite e Romário como ídolos, mas também destacou Cocada, o herói de 88.

– Roberto e Romário, né? Sempre foram meus ídolos. Juninho Pernambucano, Pedrinho e Sorato… E tem um que eu gostava muito daquela época antiga que é o Cocada.

O momento de emoção citado por Léo Jabá em sua apresentação deu-se no último dia 19, quando acertou sua ida para o Vasco. A partir dali o coração vascaíno de Silvan passou a bater mais rápido.

– Na sexta-feira, quando cheguei em casa, ele falou que tinha uma proposta e que ia para o Vasco. Fiquei muito feliz e ansioso para realizar isso – completou.

Prova de que é vascaíno mesmo deu ao ser perguntado sobre o jogo memorável como torcedor. Elegeu um 4 a 3, mas não o “4 a 3 clichê”, da Mercosul, contra o Palmeiras…

– Foi um jogo São Paulo e Vasco, 4 a 3, acredito que foi pela Copa do Brasil, em São Januário.

Acreditou certo, seu Silvan. Em 12 de maio de 1998, após empate por 1 a 1 fora de casa, o Vasco tirou o Tricolor das quartas de final da Copa do Brasil com uma emocionante vitória. Luizão, Pedrinho e Donizete (dois) marcaram os gols. Bordon e Raí (dois) descontaram.

Apesar dos 1.115 km que distanciam o Rio de Vitória da Conquista, Silvan já viu o Vasco em sua terra natal. E deu sorte. Em 6 de setembro de 1987, vitória vascaína sobre o Serrano-BA com gols de Luís Carlos Martins, Donato e Zé Sérgio.

– Vi lá em Vitória da Conquista, Vasco e Serrano Esporte Clube. Foi em 1987, 3 a 0 para o Vasco.

É hora de deixar o passado nas memórias e curtir o filho com a Cruz de Malta no peito. Quais seriam os primeiros sonhos de Silvan para Léo Jabá na Colina?

– Primeiramente quero que ele volte para a Primeira Divisão, de preferência com um gol dele. Já ia ficar muito feliz.

E para terminar com uma pimenta, um aperitivo para a torcida: Léo disse que foi apelidado porque supostamente o senhor o alimentava com jabá (Carne Seca no Sudeste e de Charque no Sul), mas que ele não gosta. É verdade ou não?

– Nunca comeu e não gosta (risos).

Se Seu Silvan gostou muito de Cocada, a torcida vascaína está ansiosa para saborear muito os gols de Jabá. Aguardemos a primeira refeição. Ou melhor: a estreia.

Fonte: ge

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠