Análise: erros no fim do jogo fazem Vasco deixar vitória escapar

Uma boa atuação, chances criadas, posse de bola, dois gols de vantagem (e um golaço, por sinal). Parecia o roteiro perfeito para a segunda vitória consecutiva do Vasco no Campeonato Carioca. Mas, isso não aconteceu…

Nos primeiros 20 minutos de partida, até a parada técnica, o Vasco controlava as ações ofensivas do duelo. De volta a equipe, Germán Cano teve duas possibilidades de gol. Após o retorno da pausa, o Tricolor Suburbano tentou ser mais ofensivo, já que o Cruz-Maltino tinha a bola e as chances de finalizar. Entretanto, o Vasco foi quem abriu o placar.

Aos 29, Cayo Tenório subiu em profundidade pela direita, cruzou para trás, e o garoto-sensação do Vasco, Matías Galarza, bateu colocado para fazer 1 a 0.

As principais chances do Madureira eram em bolas paradas ou alçadas na área do Cruz-Maltino (parecia um presságio do que iria acontecer). Porém o Vasco continuou na frente na primeira etapa.

No segundo tempo, o time de Marcelo Cabo seguia criando oportunidades e conseguiu fazer o segundo gol em um chute de rara felicidade do lateral-esquerdo Zeca. Um torpedo no ângulo, inapelável para o goleiro adversário. A vitória se encaminhava, sem muitos sustos, mas erros custaram a vitória.

EM TRÊS MINUTOS, O MADUREIRA DEIXOU TUDO IGUAL

O Vasco vacilou na marcação e posicionamento em dois lances: na primeira, Cano não cobriu Feitosa, que se antecipou após cobrança de falta e deixou tudo igual, aos 24 minutos. Aos 27, Maurício Barbosa subiu com liberdade e testou firme para deixar tudo igual. O Madureira chegara ao empate sem oferecer muitos perigos anteriormente.

FALHAS DEFENSIVAS, FALHAS OFENSIVAS…

Se a defesa comprometeu nos dois lances, o ataque também falhou em três oportunidades, após os 40 minutos da etapa final. Primeiro, com Tiago Reis, depois com Germán Cano, e no fim, Vinícius isolou a bola da vitória do Cruz-Maltino.

DESEMPENHO DO VASCO É ALENTO PARA A SEQUÊNCIA DO CAMPEONATO

O resultado, realmente foi ruim. Mais um empate no torneio e a continuidade no meio da tabela. Entretanto, a atuação do Vasco, talvez, tenha sido a melhor no ano até aqui. Destaques para os laterais Zeca e Cayo Tenório, que apoiaram bem o ataque. O jovem paraguaio, Matías Galarza, jogou de cabeça em pé, marcou, apoiou e mostrou ser uma grande promessa para a posição. Além disso, Pec e Marquinhos Gabriel repetiram as atuações pelo clube. Outro fato interessante foi que Marcelo Cabo se mostrou muito atento ao jogo é bem didático nas instruções aos atletas. Se dará certo ou não, apenas o tempo dirá. Mas demonstrou preparo para esse início de trabalho.

O Vasco desperdiçou a chance de vencer seu segundo jogo consecutivo e colar no G-4. Agora, Marcelo Cabo e companhia deverão tentar repetir o nível de atuação, mas sem os erros, na próxima partida. Pela frente, o clássico contra o Fluminense, em Volta Redonda, na terça-feira (30), às 21h35. Um confronto direto pelo grupo dos quatro primeiros. Já que, atualmente, o Flu é o quarto colocado – três pontos à frente do Gigante da Colina.

Fonte: Esporte News Mundo

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠