Economia do Vasco após saída de jogadores pode chegar a R$ 20 milhões

O Vasco efetuou algumas movimentações nesta semana que antecede a final da Taça Rio. Venda de jóia da base, rescisão contratual com jogadores que não vinham sendo aproveitados e compra de jovens valores.

– Na verdade a gente tem uma movimentação de saídas de jogadores, como Carlinhos, Marcos Júnior, Henrique. Não entro na questão de que ajuda ou não na parte financeira. A partir do momento que ele não vai ser utilizado, ele onera o clube. O Henrique por exemplo, tinha contrato até o dia 2 de agosto, a gente entendeu que não tinha ambiente, espaço para ele. Essas saídas desoneram o Vasco. Estamos com uma economia de R$ 18, 20 milhões ao longo do tempo. – Alexandre Pássaro analisou.

Além das economias e saídas de jogadores que não estavam sendo utilizados, o cruzmaltino vendeu Talles Magno. Essa que é a segunda maior venda da história do clube gerou um grande montante aos cofres do clube.

Com isso, Vasco conseguiu efetuar investimentos e adquirir MT e Matias Galarza que já vinham sendo cobiçados.

Para a reestruturação financeira destacada desde o início da gestão, estas economias a longo prazo são de fundamental importância e abrem espaço para a chegada de novos jogadores.

Fonte: Esporte Interativo

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠