Grupo City monitorava o atacante Talles desde os 15 anos de idade

Reserva na Copinha de 2019, estreia aos 16 anos na equipe principal, revelação no Brasileiro do mesmo ano. Queda junto com o Vasco no Brasileiro 2020. Esperança do primeiro título do New York City FC na MLS. A carreira de Talles Magno é tão fulminante quanto o ritmo de altas expectativas neste jovem de 18 anos, que pulou etapas até se transferir para o time do milionário grupo City.

De boa estatura (1,85m) e bom drible, Talles chamou a atenção da rede de observadores do City desde os 15 anos, em campeonatos estaduais e nacionais da categoria. A primeira convocação para a Seleção, na categoria sub-17, veio ainda aos 15 anos – para amistosos contra o Paraguai. O jogo foi em casa. Em São Januário, Talles fez dois na vitória por 2 a 0 – dias depois de completar 16 anos.

Talles chega como jogador mais novo do elenco do NYCFC. A estreia é prevista para 19 de junho, contra o atual líder da MLS, New England Revolution, que tem 11 pontos – o City tem oito, com um jogo a menos. Há intervalo de três semanas depois dos próximos dois jogos do NYC dias 22 e 29 em junho. Mas não está descartado que Talles, que aprimora a forma física e técnica depois de última lesão no Vasco, fique no banco. Ele já treina no clube americano.

Oscilação como parte da formação

Comandado por um técnico norueguês (Ronny Deila), o NYC tem jogadores de todo planeta – Suécia, Líbia, Paraguai, Argentina, Uruguai, Belize, Luxemburgo, Peru, Islândia e Dinamarca. Talles será o terceiro brasileiro do time. Contrataram recentemente Thiago, do Bahia, e também tem Eder, com passagens pelo Brasil por Figueirense e Avaí.

Com médico brasileiro contratado para acompanhar os exames e a recuperação de Talles, o City não viu nas partidas abaixo do potencial de Talles nos últimos tempos impedimento para desembolsar a quantia significativa pelo jovem atacante – entre bônus individuais e coletivos, a soma pode chegar a US$ 12 milhões.

Avaliaram que houve oscilação natural de performance combinada à pressão desmedida de um clube em frangalhos, com torcida exigente. Resultado: expectativa mais alta do que o garoto podia suportar depois de início promissor. Com contrato até 2026, o City vê potencial de revenda de Talles, se desenvolver o talento que apareceu tão bem ainda aos 16 anos no Vasco.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠