Técnico Marcelo Cabo projeta Série B: ‘O que a gente for disputar, vai entrar para ser campeão’

Sem festa e sem cerimônia para entrega de medalhas, o Vasco foi campeão da Taça Rio no último sábado, em São Januário. A conquista foi celebrada, mas recebeu o tamanho que merece, sendo apenas parte da preparação para a Série B, que é o principal objetivo da temporada.

Em vídeo divulgado pela Vasco TV sobre os bastidores da final, o técnico Marcelo Cabo parabenizou a todos do clube, do porteiro ao presidente, afirmando que o título foi conquistado por todos, como equipe.

— Primeiro parabenizar todo o grupo de trabalho. Não só os jogadores, mas aqueles que estão no suporte, o cara que abre o portão lá para a gente entrar no treino ao presidente. É um troféu que a gente conquistou como uma equipe. Trabalhamos bastante. Eu tenho uma frase que eu digo, importa como termina. Então essa taça era a taça que tínhamos que disputar e terminamos campeão.

Com a estreia na Série B acontecendo no próximo sábado, diante do Operário-PR em São Januário, Marcelo Cabo destacou que o Vasco deixou a zona de conforto e pediu para os jogadores para abdicar da vida pelos próximo meses. O treinador ainda foi taxativo quanto ao objetivo do Cruz-Maltino, que é subir com o título.

— Corroborando com o que o Pássaro falou, a gente começa agora a sair da zona de conforto. A gente estava e podia administrar muita coisa, agora é jogo de três em três dias a partir de sábado. O extracampo, tudo a gente vai ter que dar um pouco mais. Teremos que abdicar da nossa vida cinco, seis meses, para que no final da Série B, estejamos com outro troféu aqui. É o que a gente vai buscar, é o tamanho que o Vasco tem que ter para buscar em qualquer competição que ele entre. Título é importante, a taça é importante. O que a gente for disputar, vai entrar para ser campeão. Parabenizar a todos, muito obrigado pela entrega.

HERÓI COM MORAL

Vanderlei foi o grande responsável pela conquista da Taça Rio, já que defendeu três cobranças do Botafogo na disputa por pênaltis. O técnico Marcelo Cabo cobriu o goleiro de elogios e destacou que não foi sorte, mas sim trabalho.

— Eu falei na corrente, faça os gols que o Vanderlei vai decidir lá atrás. Pênalti é treinamento, é trabalho. Parabenizar o nosso preparador de goleiro. A informação é de que o Vanderlei acertou todos os cantos. Pênalti não é sorte, é trabalho.

O goleiro Vanderlei destacou as informações obtidas através da comissão técnica e revelou que já pegou três cobranças em duas oportundidades na carreira, porém não em sequência como foi no sábado.

— Duas vezes. Eu peguei duas vezes pelo Coritiba, só que não na sequência, três seguidos. O mais importante é que isso não só valoriza o meu trabalho, mas também de todo o pessoal que vem trabalhando no dia a dia, nos mostrando os adversários e lógico, nos treinamentos com os nossos atletas que nos ajudam bastante. Me mostraram os batedores, nos deram informações que me deixaram tranquilo para tomar a melhor decisão. Graças a Deus deu tudo certo e consegui fazer as defesas.

Fonte: Esporte News Mundo

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠