Morato aborda contratações recentes, revela preferência e projeta Série B

A três dias da estreia do Vasco na Série B, que será contra o Operário-PR, no sábado, às 11h, em São Januário, o atacante Morato foi o escolhido para conceder entrevista coletiva. Após o treino desta quarta-feira, o atleta de 28 anos abordou como o time chega para a competição mais importante da temporada.

– Estamos prontos para a nossa estreia e para a caminhada na Série B – afirmou.

Perguntado sobre o fato de ter jogado como meia nos últimos dois jogos, admitiu ter preferência por atuar aberto pelo lado direito, de pé trocado, mas garante que se sente à vontade em qualquer posição.

– Eu me sinto muito à vontade de jogar do lado esquerdo, direito ou centralizado. Pode ser até lá na frente do lugar do homem. Brincadeira, no lugar do homem ninguém entra (risos). Morato, você tem preferência? Tenho, do lado direito. Mas me coloco à disposição para jogar em qualquer posição e me sinto à vontade.

Confira outros tópicos:

Contratações de Michel, Sarrafiore e Daniel Amorim

– Na minha humilde opinião, esses que chegaram aumentam o nível do elenco. Eles já têm história no nosso futebol. Michel, Sarrafiore e Daniel são bons jogadores e chegam para somar. Aumenta o nível de competitividade do elenco. Tenho certeza que vão agregar e muito.

Está 100% fisicamente?

– Me sinto à vontade desde o primeiro dia, fisicamente ainda demorei uns quatro jogos. Na verdade precisei desses últimos 15 dias para chegar num nível bom. Falar que está 100% complicado porque há o desgaste, mas estou bem melhor do que quando cheguei.

Mescla de muitos jovens com os experientes

– A Série B não é nada tranquila. Pela minha experiência, vai ser a Série B mais difícil dos últimos tempos. São muitas equipes. Em relação à mescla de juventude com quem tem chegado, tudo é válido. Se as coisas começarem a andar, vão dizer que a mescla é o ápice do andamento da equipe. Se as coisas não andarem, vão dizer que tinham muitos jovens, e por isso não têm casca para a Série B. Isso vai de acordo com que o Vasco vá apresentar. A expectativa é de que aconteça da melhor maneira, mas só o tempo dirá.

Sequência de jogos grande

– Chego num período corrido, de jogos curtos, e agora me deparo com essa situação novamente. Tivemos tempo para trabalhar e vamos tentar colocar em prática. Sobre Copa do Brasil, Brasileiro e tempo curto, quanto mais rápido pudermos resolver as partidas, melhor para nós. Acredito que a gente ganha em termos de respiro. Talvez poder mexer um pouco antes. Que tem que ser um bom início nós temos na cabeça. Teremos que fazer bons jogos e iniciar bem no Brasileiro.

Fonte: ge

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠