Vasco receberá R$ 2,7 milhões de premiação caso passe pelo Boavista na 3° fase da Copa do Brasil

Definitivamente, a primeira impressão não é a que fica. É o que o Vasco terá a chance de provar no confronto com o Boavista, nesta terça-feira, às 21h30, em Bacaxá, pela Copa do Brasil, após a decepcionante estreia na Série B do Campeonato Brasileiro, marcada pelo passeio sofrido na derrota por 2 a 0 para o Operário-PR, sábado, em São Januário. Em jogo, além da importante premiação de R$ 2,7 milhões pela classificação para as oitavas de final, está a conquista do apoio do desconfiado torcedor.

Apontado como um dos favoritos à conquista da Série B, o Vasco não apresentou evolução após a participação na Taça Rio. O simbólico título, confirmado nos pênaltis, após a derrota no tempo regulamentar para o Botafogo mais uma vez expôs pontos fracos ainda sem solução, como o espaçamento de sobra e criatividade de menos no meio de campo. Os erros individuais de Zeca e Andrey, no entanto, foram fatais no sábado.

Na Copa do Brasil, o aspecto técnico se tornou tão importante quanto o financeiro. Em mata-mata, a competição não perdoa erros. O empate em 2 a 2 com o Boavista, pelo Carioca, prova que o Vasco precisará se superar para vencer o adversário fora de casa, ainda sem peças importantes como Leandro Castan e Marquinhos Gabriel, que se recuperam de lesões musculares. Ricardo Graça e Sarrafiore são os mais cotados para iniciar o jogo em Bacaxá.

“Até o clássico com o Botafogo tínhamos como ponto forte o nosso meio de campo, que estava bem encaixado e criava boas oportunidades. Nos últimos três jogos, o nosso meio, que reputo como cérebro e coração da equipe, não funcionou. Agora precisamos de calma para reverter esse momento em que oscilamos. Claro que com a saída do Marquinhos a gente perde o homem de ligação, trouxemos o Sarrafiore, que precisa de continuidade e ritmo de jogo”, avaliou Marcelo Cabo, após a derrota para o Operário-PR.

O Vasco deve entrar em campo com a seguinte formação: Vanderlei, Léo Matos, Ernando, Ricardo Graça e Zeca; Andrey, Galarza e Sarrafiore; Morato, Gabriel Pec e Cano.

Fonte: O Dia

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠