Copa do Brasil: Caso avance de fase, Vasco vai faturar o equivalente a uma folha salarial

Ainda deixando a desejar e sem vencer na Série B, o Vasco vira a chave para a Copa do Brasil hoje (9), às 16h30, em São Januário (RJ), quando receberá o Boavista pelo jogo de volta da terceira fase da competição. Como venceu na ida, em Bacaxá (RJ), por 1 a 0, o Cruzmaltino tem a vantagem do empate.

O duelo tem um peso importante para o clube, pois além da possibilidade de avançar para as oitavas de final, a classificação lhe garantirá uma folha salarial da temporada. Isso porque a premiação prevista para quem passar de fase é de R$ 2,7 milhões e, segundo o diretor-executivo de futebol do Vasco, Alexandre Pássaro, a folha salarial do elenco atual é de cerca de R$ 2,5 milhões.

“A folha do futebol, em valores brutos, é de cerca de R$ 2,5 milhões. É a folha do futebol profissional, sem contar acordos. Quando cheguei, a folha do futebol era de quase R$ 5 milhões”, declarou o dirigente em entrevista coletiva em maio.

Na ocasião, Pássaro também revelou que o custo mensal, contando também os funcionários, era de R$ 10,8 milhões em dezembro e conseguiu ser reduzida para R$ 5,2 milhões atualmente.

Desde quando assumiu a gestão, no fim de janeiro, o presidente do Vasco, tem cortado custos para reduzir as dívidas que, segundo o último balanço divulgado, ultrapassam os R$ 800 milhões.

Atualmente o elenco está praticamente com o salário em dia, restando apenas algumas parcelas do acordo com os jogadores que estão desde a temporada passada. Já os funcionários estão em dia.

Cabo deve fazer alterações na equipe

As atuações ruins que o Vasco teve desde as finais da Taça Rio podem fazer com que o técnico Marcelo Cabo modifique a equipe para a partida contra o Boavista. O meio de campo tem sido um setor bastante criticado, principalmente em relação aos volantes, e é lá que algumas peças devem ser alteradas. A tendência é a de que o paraguaio Matías Galarza retome a titularidade e Andrey perca a vaga.

Os setores de criação e de ataque também devem ter modificações, além do treinador poder ganhar — pelo menos como opção no banco — a volta do jovem meia-atacante MT, que ficou longo tempo se recuperando de uma lesão na lombar.

Para ficar com a vaga, o Vasco joga por qualquer empate ou vitória simples. Como não há mais na Copa do Brasil a vantagem do gol qualificado fora de casa, qualquer vitória do Boavista por um gol de diferença levará a decisão para os pênaltis.

Fonte: UOL

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠